Mostre seu trabalho e conecte-se com seu público! * Como ser assistente virtual
virt
Na era digital, será que as empresas precisam contratar um profissional ou, simplesmente, ter acesso às suas habilidades?
4 de abril de 2017
doubt1
5 dicas para lidar com o medo de empreender
20 de outubro de 2017

Mostre seu trabalho e conecte-se com seu público!

Mostre seu trabalho e conecte-se com seu público!

Uma das perguntas que mais recebo sobre o trabalho de Assistente Virtual é “Como vou conseguir clientes?”  A minha resposta sempre vai no sentido de que precisamos entender qual o benefício do nosso serviço, qual as “dores” dos nossos clientes e criar à partir disso uma comunicação autêntica. E quando falo em comunicação, não estou falando só de posts em redes sociais, mas de todos os pontos de contato que temos com os clientes: desde um encontro em um evento, uma apresentação institucional ou uma mensagem no whatsapp. Mas o ponto principal para se aproximar dos clientes sem dúvida é gerar relacionamento. E isso é feito em todos os pontos de contato (os que eu já citei e muitos outros) e também através dos conteúdos que produzimos nas redes sociais.

Esse é um ponto sempre nebuloso para os empreendedores sólo de qualquer área e eu arrisco dizer que na área de Assistência Virtual e Secretariado Remoto ainda mais! O que postar, como se mostrar….A falta de experiência em divulgar seu trabalho, mais a falta de costume de falar de si mesmo, mais a vergonha de se mostrar, fazem com que a maioria dos posts de assistentes virtuais e secretárias remotas tenham a mesma cara e o mesmo conteúdo.

Por isso trago um resumo do livro Mostre seu Trabalho, escrito pelo próprio autor. Use e abuse das dicas!!

Lições do livro “Show Your Work!”, por Austin Kleo.

 1. Você não precisa ser um gênio.

“Encontre sua voz. Grite com ela nos telhados e siga gritando até que as pessoas que estão buscando você o encontrem.”

— Dan Harmon

Sempre nos dizem para encontrarmos nossa própria voz. Quando eu era mais jovem, eu nunca entendi realmente o que isso significava. Eu costumava me preocupar muito com a tal voz e me perguntava se eu tinha a minha própria. Hoje eu percebo que o único modo de encontrar a própria voz é usá-la. Sua voz é como uma instalação elétrica ligada pelo seu corpo.

Se você deseja que as pessoas saibam o que você faz e com o que se preocupa, você tem que compartilhar. Fale sobre as coisas que você ama. Sua voz virá junto.

 

2.  Pense no processo

“Muitas pessoas estão acostumadas a ver somente o produto final de um trabalho. Elas nunca veem o esforço que você atravessa para chegar a esse produto final.”

—Michael Jackson

Tradicionalmente nós fomos treinados a considerar o processo criativo como algo que devemos manter em sigilo. Como se devêssemos batalhar em segredo, mantendo nossas ideias e nosso trabalho a sete chaves, aguardando até que tenhamos um produto magnífico para revelar. Tudo isso antes mesmo de tentarmos nos conectar com os outros.

Mas seres humanos são interessados em outros seres humanos e no que outros seres humanos fazem. Dividindo nosso processo, abrimos a possibilidade de as pessoas terem uma conexão perene e constante com nosso trabalho e com nós mesmos, o que nos ajuda a impulsionar nosso produto.

 

3.  Compartilhe algo pequeno, todos os dias

“Coloque seu trabalho e a você mesmo todos os dias mundo afora e você começará a conhecer pessoas maravilhosas.”

—Bobby Solomon

Uma vez ao dia, após ter concluído seu trabalho para aquele dia, encontre um pequeno pedaço do seu processo que possa compartilhar. O pedaço a ser compartilhado vai depender da etapa que você está no seu processo. Se você está bem no início, compartilhe suas influências e o que está te inspirando. Se está no meio da execução do projeto, escreva sobre seus métodos ou divida tarefas em desenvolvimento. Se você acaba de completar um projeto, mostre o produto final, compartilhe retalhos da execução da tarefa ou escreva sobre o que aprendeu.

Não diga que não tem tempo suficiente. Estamos todos ocupados, porém todos temos 24 horas por dia. As pessoas sempre me perguntam “como você encontra tempo?” e eu respondo “eu procuro”. Você talvez tenha que perder um episódio da sua série favorita, você talvez tenha que perder uma hora de sono, mas você pode encontrar o tempo se você procurar por ele.

 

show

 4.   Abra o sua caixa de curiosidades

“Faça o que você é brilhante e se conecte com o restante”

—Jeff Jarvis

Se você não está pronto para começar a compartilhar seu próprio trabalho com o mundo, você pode compartilhar seus gosto no trabalho dos outros.

Aonde você consegue inspiração? Quais tipos de coisas você põe na cabeça? O que você lê? Que mídias você segue? Quais sites você visita? Que músicas você escuta? Que filmes você assiste? Você gosta de arte? O que você coleciona? O que está no seu bloco de notas? Quais os bilhetes que você tem na sua geladeira? Quem você admira pelo trabalho que faz? De quem você rouba suas ideias? Você tem heróis?  Quem você segue online? Quem são as pessoas da sua área que você acompanha?

Suas influêncas são altamente valiosas para serem compartilhadas porque dão dicas de quem você é e o que você faz.

 

5.  Conte boas histórias

“Você deve defender suas posições.”

—Kanye West

Amamos usar a velha frase, “meu trabalho fala por si mesmo”, mas a verdade é, nosso trabalho não fala por si mesmo. As pessoas querem saber da onde vieram as coisas, como foram feitas e quem as fez. As histórias que você conta a respeito do trabalho que você faz tem um efeito imenso no modo que as pessoas sentem e no que elas entendem do seu trabalho. E o modo que elas sentem e entendem seu trabalho afeta diretamente como elas avaliam seu trabalho.

Você deve ser capaz de explicar seu trabalho para uma criança, para um idoso, assim como para alguém de qualquer idade. Todos gostam de uma boa história, mas contar histórias bem não é fácil para todos. É uma habilidade que requer uma vida toda para dominar. Portanto estude as grandes histórias e então vá atrás das suas próprias. Suas histórias ficarão melhores quanto mais você contá-las.

6. Ensine o que você sabe.

“O impulso de manter somente para si mesmo as coisas que aprendeu é, não só vergonhosa, como também destrutiva. Qualquer coisa que você não compartilha livre e abundantemente torna-se perdido para você. Você abre o seu cofre e encontra cinzas.”

—Annie Dillard

No minuto que você aprender algo, levante-se e ensine aos outros. Divida sua lista de leitura. Indique materiais de referência úteis. Crie tutoriais e publique-os online. Use fotos, palavras e vídeos. Acompanhe as pessoas passo-a-passo através do seu processo. Como Kathy Sierra diz, “Faça as pessoas serem melhores naquilo que elas querem ser melhores.”

Ensinar pessoas não diminui o valor daquilo que você faz, na verdade adiciona valor. Quando você ensina alguém a fazer o seu trabalho, você está na verdade gerando mais interesse no seu trabalho. Pessoas sentem-se mais próximas do seu trabalho porque você as está inserindo naquilo que sabe.

7. Não se transforme em um spam humano

“É tudo uma questão de prestar atenção. Atenção é vida. Ela conecta você com os outros.”

—Susan Sontag

Se você está somente divulgando suas próprias coisas, você está errando. Se você quer fãs, você deve antes ser um fã. Se você quer ser notado, você deve notar. Fique quieto e escuto de vez em quando. Dê atenção. Tenha consideração.

Se você quer seguidores, seja alguém valioso a ser seguido. Não seja estranho. Não seja babaca. Não gaste o tempo das pessoas. Não peça muitas coisas. E nunca, realmente nunca peça para pessoas te seguirem. “Eu te sigo, você agora pode me seguir?” é a pergunta mais triste da internet.

 

 8. Aprenda a levar porrada.

“Eu não vou desistir. Toda vez que você pensar que eu estou em um lugar, vou aparecer em outro. Eu já venho pré-aquecida. Tente seu melhor golpe.”

—Cyndi Lauper

Quando você coloca seu trabalho no mundo, você tem que estar preparado para o bom, o mau e o feio. Quanto mais pessoas viram seu trabalho, mais críticas você vai ter que enfrentar.

A maneira de ser capaz de levar uma pancada é praticar levando muitas. Produza e divulgue muitas coisas. Deixe as pessoas te criticarem o quanto puderem. Então faça ainda mais coisas e continue divulgando. Quanto mais críticas você tiver, mais você percebe que elas não podem te machucar.

9. Venda-se

A palavra “venda-se” é mau vista pelas partes mais amargas e menores de nós mesmos. Algumas pessoas horríveis usam o termo “venda-se” para incluir qualquer artista que se atreva a ter alguma ambição. Eles dirão que você é um vendedor se você tentar fazê-lo fora de sua cidade natal. Eles dirão que você é um vendedor se você comprar melhor equipamento. Eles dirão que você é um vendedor se você tentar algo novo. No entanto, uma vida de criatividade se trata de mudança – avançar, correr o risco, explorar novas fronteiras.

Então seja ambicioso. Mantenha-se ocupado. Pense grande. Expanda seu público. Não se castigue em nome de “manter real” ou “não se vender”. Tente coisas novas. Se surgir uma oportunidade que permita que você faça mais do tipo de trabalho que deseja fazer, diga “sim”. Se surgir uma oportunidade que signifique mais dinheiro, mas menos do tipo de trabalho que você quer fazer, diga “não”

10. Persista

Toda carreira é cheia de altos e baixos. Quando você está vivendo sua vida e carreira, você não sabe se está no alto ou baixo ou que está prestes a acontecer . “Se você quer um final feliz”, escreveu o ator Orson Welles, “isso depende, é claro, de  para onde você está levando a sua história”. É muito importante não parar prematuramente. As pessoas que conseguem o que estão procurando são muitas vezes as que permanecem por tempo suficiente. Você não pode planejar qualquer coisa; Você só pode fazer seu trabalho, como Isak Dinesen escreveu, “todos os dias, sem esperança ou desespero”. Você não pode contar com sucesso; Você só pode deixar aberta a possibilidade e estar pronto para saltar e pegar a carona quando ela chegar para você.

 

 

Camile Just. Empreendedora e criadora do curso Como ser Assistente Virtual

 

Esse texto é uma livre tradução (gentilmente feita por Gabriel Bacila e Fabrício Noleto) do artigo compartilhado por Austin Kleo em seu blog. Para ver o original acesse: https://medium.com/show-your-work/10-ways-to-share-your-creativity-and-get-discovered-7fb5fdfbc068

Conheça o curso que te ensina passo a passo como ser assistente virtual

www.comoserassistentevirtual.com.br