Vagas de emprego para Assistente Virtual? * Como ser assistente virtual

    Vagas de emprego para Assistente Virtual?

    Vagas de emprego para assistente virtual

    As vagas de emprego para assistente virtual existem, mas há controvérsias. Elas são um grande mito que ronda a internet e a cabeça de quem deseja trabalhar de forma remota.

    “Onde vou encontrar empresas que contratam assistente virtual?”

    “Onde vejo as vagas de emprego para assistente virtual?”

    Essas perguntas demonstram que esse assunto ainda é confuso para muitas pessoas. Neste post vamos desvendar esse mito e apresentar uma outra visão sobre a profissão de Assistente Virtual.

     

    Vagas de emprego para assistente virtual

    Com a regulamentação do homeoffice, muitas empresas passaram a ter colaboradores trabalhando em suas próprias casas. Porém, trata-se de um formato de trabalho CLT, e que ainda não é tão popular no Brasil.

    Muitas empresas grandes disponibilizam algumas vagas em homeoffice, mas os colaboradores precisam entrar em contato com a área de Recursos Humanos para se candidatarem a essas vagas.

    Com base nisso, muitos anúncios de empregos falsos, os chamados “caça-clique”, aproveitam-se dessa procura para oferecerem vagas que na realidade não existem.

    Portanto, recomendamos que tenham cuidado com esse tipo de anúncio e evitem clicar antes de checar a veracidade das informações.

     

    Diferença entre Emprego e Trabalho

    Agora que sabemos como funcionam as vagas de emprego para assistentes virtuais, vamos entender a diferença entre emprego e trabalho.

    Emprego

    Emprego é uma ocupação formal em regime CLT, com o cumprimento de uma jornada de trabalho com horários determinados pelo empregador. Nessa ocupação, o empregado é subordinado ao seu empregador.

    Os benefícios que o empregado recebe são: Salário fixo, vale, FGTS, 13º salário, Férias, etc.

    Trabalho

    Trabalho é o uso de habilidades específicas para colaborar com diversas pessoas e empresas. Nesse caso, o colaborador é remunerado por cada empresa ou pessoa, e não apenas por um empregador.

    Ou seja, o “salário” não virá apenas de um lugar, mas sim de vários trabalhos que irá realizar fazendo o que sabe e gosta. Porém, com a vantagem de fazer seu próprio horário e não ser subordinado a ninguém.

    Importante: O Assistente Virtual não é subordinado, mas deve prestar contas ao seu cliente!

    Até nesse ponto existe uma vantagem: os clientes de um Assistente Virtual são seus parceiros, o que faz do seu trabalho um prazer e não um fardo!

     

    Crie seu próprio trabalho

    Com a escassez de vagas no mercado de trabalho, não dá mais para ficar competindo e correndo atrás de empregos. O momento é de se reinventar, arregaçar as mangas e “mão na massa”, como diz Camile Just, criadora do curso Como Ser Assistente Virtual.

    Quando se fala em ter um trabalho e não um emprego, significa criar o seu próprio trabalho, ou seja, tornar-se um Empreendedor. Essa é a grande tendência para o futuro!

    Por exemplo: existem várias plataformas nas quais os freelancers se cadastram e fazem pequenos “freelas”. Esses profissionais prestam serviços para diversos tipos de pessoas e empresas. Isso mostra que é possível transformar habilidade em profissão!

    Já as vagas para assistente virtual CLT, mencionadas no início deste artigo, são diferentes da proposta do curso Como Ser Assistente Virtual.

     

    O curso

    Composto por 4 módulos, o curso ensina passo-a-passo como trabalhar de forma retoma e criar o seu próprio negócio.

    Dentre os principais benefícios que o curso oferece, podemos destacar:

    • Ajuda a identificar as habilidades de cada aluno;
    • Ensina como montar a própria empresa;
    • Apresenta várias ferramentas para usar com os futuros clientes.

    Além disso, o curso oferece a mentoria da própria Camile Just nos encontros semanais online.

    Os encontros online ocorrem semanalmente às quartas-feiras, 20 horas, em uma sala de vídeo conferência.

    Nesses encontros os alunos podem tirar suas dúvidas, compartilhar experiências e aprofundar nos assuntos do curso.

    O curso também dá acesso aos canais de comunicação rápidos. Neles, os alunos podem sanar dúvidas urgentes e ficarem por dentro das notícias, além de interagir com os outros participantes.

     

    Duração do curso

    O curso tem duração de 1 ano a partir da data da compra.

    Cada aluno faz o seu horário de acordo com o ritmo de estudos, o que permite concluir os módulos em até 35 dias, em média. O acesso à área de membros e aos encontros semanais também são de 1 ano, mesmo que o aluno termine os módulos antes.

    Caso seja necessário rever as aulas, o acesso aos canais de comunicação e à plataforma continuam pelo prazo de um ano. Para maiores informações, clique no link Como Ser Assistente Virtual.

    Caso tenha alguma dúvida, envie um e-mail para camile@comoserassistentevirtual.com.br.