Mas afinal, quem contrata os serviços de assistente virtual? * Como ser assistente virtual

Mas afinal, quem contrata os serviços de assistente virtual?

Afinal, quem contrata os serviços de assistente virtual?

Assistente Virtual é um profissional que presta serviços para diversas empresas e indivíduos, fazendo o que já sabe fazer: secretariando (agendamentos, contatos telefônicos ou digitais, organização de e-mails), prestando assistência administrativa e/ou financeira (controle de fluxo de caixa, contas a pagar, cobrança, balanço), atuando na área comercial (prospecção de clientes, vendas e pós, venda), etc.

O cenário atual do mercado de trabalho, ou dos diversos mercados de trabalho, nos mostra: o surgimento de novas profissões; a busca por uma vida profissional que permita trabalhar, enquanto se acompanha a rotina familiar ou conhece o mundo; a opção de empresas por contratar prestadores de serviços, com intenção de cortar custos e otimizar processos, atraindo para isso pessoas especialistas em determinados fazeres. Sim, a forma como atuamos profissionalmente está mudando.

Você já ouviu a expressão nômade – ou nomadismo – digital? De forma simplista, o nômade digital é aquela pessoa que exerce um trabalho, enquanto viaja e explora o mundo, bastando ter para si um computador e acesso à internet. Até pouco tempo, pensava-se que apenas profissionais que atuassem no mercado publicitário estavam qualificados para serem nômades digitais. Sabemos hoje que não: profissionais de diversas áreas podem escolher esse modo de viver.

Se não for o seu caso, se tudo o que deseja é permanecer em sua cidade, mas sonha fugir do trânsito e criar você mesma/o uma rotina de trabalho, o trabalho remoto, aquele realizado fora da empresa contratante, é uma opção. Você pode atuar como Assistente Virtual.

Trabalhar de casa, estabelecendo os próprios horários, baseados no conhecimento que temos de nós próprios e de nossas rotinas diárias: horário nos quais somos mais produtivos, que nos permitam estudar com mais atenção, estarmos presentes na vida de nossos filhos, famílias e amigos. Escolhermos inclusive de qual local do Brasil ou do exterior queremos trabalhar. E não estamos desejando nada impossível.

 

Como é o mercado para Assistentes Virtuais no Brasil?

 

Vivemos um momento de reinvenção das formas de trabalho, muito baseado nas transformações e surgimento de profissões, como também pela crise financeira que o mundo vive desde 2008 e da qual vem se recuperando.

68% das empresas brasileiras praticam o teletrabalho e que 4 em cada 5 dessas empresas são dos setores de Serviços e Indústria de Transformação.
80% das empresas que adotam a prática implantaram a mesma nos últimos 05 anos. A existência da prática ocorre em empresas públicas e privadas, sendo 67% multinacionais.
(pesquisa realizada pela SAP Consultoria RH em 2016)

 
A tendência de contratação de teletrabalho via CLT – regulamentado recentemente pela Reforma Trabalhista, chega também a um novo modelo de contratação: a de profissionais autônomos, que prestam serviços esporádicos ou com contratos de longo prazo. Esse tipo de contratação também foi beneficiado pelas novas leis trabalhistas, com a figura jurídica do trabalhador autônomo exclusivo. Esse modelo, ao contrário da contratação via CLT, é utilizado por empreendedores individuais, pequenas e médias empresas.

 

Vários tipos de empresas já estão usando os serviços de Assistente Virtual

 

É o caso do Esmeraldo Macchi, que tem uma assistência técnica de produtos eletrônicos em Piracicaba. Ele estava sobrecarregado e decidiu terceirizar um serviço específico que tomava muito de seu tempo: a triagem de produtos que estavam na garantia. A Letícia Vitti, da Resolve Virtual, vai até a empresa uma vez ao mês e faz o restante do trabalho de forma remota. “Depois de passar essa carga de trabalho para a assistente, hoje estou mais livre para focar no que realmente importa e fazer minha empresa prosperar ainda mais! E o melhor: a um preço totalmente acessível”, conta Esmeraldo.

A empresa WebLocação, empresa de desenvolvimento de software específico para gestão de loja de locação de roupa, decidiu terceirizar parte da sua área comercial com a Time Maker Serviços Remotos e em pouco tempo já colhe os resultados: maior taxa de conversão, aumento na retenção e nos feedbacks positivos dos clientes. A Michelle Diniz, proprietária da Time Maker, atende a WebLocação nos serviços de vendas, pós vendas, suporte, treinamento e tutoriais em vídeo. “Recomendo a todos que querem não só aumentar suas vendas, mas adicionar profissionalismo a sua empresa”, afirma Aparecido Donizete Costa Júnior, proprietário da WebLocação.
Há casos de prestação de serviços que misturam tarefas mais operacionais com outras mais estratégicas. Um exemplo disso são os serviços que a Cristina Salles, da Solução Assessoria Virtual, está fechando para um escritório de advocacia de Belo Horizonte: o trabalho engloba análise dos dados já existentes visando corte de gastos, aumento de receita, ajustes financeiros. Ela também presta suporte na seleção de pessoal, desenvolver padrão de procedimentos de trabalho para futuros funcionários junto com responsável do escritório e treinar funcionário escolhido. Em uma segunda fase ela supervisiona o serviço feito por funcionários verificando se está dentro dos padrões estabelecidos.

 
Assistência Pessoal

Os serviços de assistência pessoal também vem crescendo: “No momento estou realizando trabalho virtual/presencial para uma senhora. A prestação de serviço consiste em organizar a documentação familiar de um período de 5 anos, executar levantamento e renegociação de empréstimos pessoais vigentes; realizar planejamento orçamentário familiar para o ano de 2018 visando corte de despesas e equilíbrio financeiro, conta Cristina.

Lucy Simões, funcionária pública, mãe de duas filhas e avó de duas crianças, também encontros nos serviços de assistência virtual uma ótima solução. Além do trabalho, ela administra sua casa e está sempre correndo com os netos e com outros compromissos que ocupam quase seu dia todo. Após uma mudança de residência, a Lucy precisou de ajuda para organizar suas finanças particulares e contratou 2 horas de serviço da Resolve Virtual para deixar tudo em ordem: “Foi ótimo porque o valor realmente coube no meu bolso e ainda eu obtive a ajuda que necessitava para deixar meu orçamento particular organizado. Além disso, recebi um treinamento da assistente para alimentar a planilha todo mês e assim, continuar sempre em dia com minhas finanças!”

 

Usando suas experiências e habilidades

 

Algumas assistentes virtuais vem focando em nichos específicos. Arielle Marinho, proprietária da Foco Assistente Virtual, sempre trabalhou como assistente administrativa na área comercial. Hoje ela atende vendedores autônomos e representantes comerciais, prestando serviços como cadastro de pedidos no sistema do cliente, solicitações de limite de crédito ao setor financeiro, cobrança de duplicatas em atraso, processo de devoluções de cliente a fábrica, prospecção de clientes inativos e de novos clientes, além de cadastro de pedidos e orçamentos. Os resultados? Os clientes  ganham em qualidade de vida, dedicam todo seu tempo em vender e a parte burocrática ganhou mais agilidade, explica Arielle. “Quando ele chega em casa dedica seu tempo à família não vai mais para o computador realizar essas tarefas”.

 

 

Você também pode usar suas habilidades e competências pra trabalhar como Assistente Virtual.

Que tal conhecer o curso online Como Ser Assistente Virtual e embarcar em uma nova fase profissional, com gerenciamento total de seu tempo e mais qualidade de vida?