Home * Como ser assistente virtual

Assistente
Virtual

divisor-white

Dizem que a Assistência Virtual é a profissão do futuro, mas trata-se de uma realidade cada vez mais presente no mercado profissional.

Ser Assistente Virtual é muito mais do que trabalhar por conta própria. É ter a oportunidade de criar o seu próprio trabalho, tornando possível o sonho de Empreender!

O Assistente Virtual é o profissional liberal que trabalha de forma remota, seja de sua própria residência ou de um co-working. Utilizando de suas próprias ferramentas de trabalho, este profissional tem como benefício a flexibilidade de horários, bem como a tranquilidade de trabalhar com o que mais gosta.

Para quem tem dúvidas das áreas nas quais um assistente virtual pode atuar, saiba que essas são muito amplas e tendem a crescer cada dia mais. Inicialmente, pensava-se que um assistente virtual pudesse trabalhar apenas nas áreas administrativa, financeira, comercial e secretariado.

Hoje, com o aumento da demanda por serviços digitais, surgiram novas áreas com as quais os assistentes virtuais podem trabalhar. Dentre essas áreas estão: Comunicação, RH, Marketing Digital, Mídias Sociais, Atendimento ao Cliente e muito mais!

A tendência é a de que essas áreas aumentem ainda mais, pois o perfil dos clientes que necessitam desses serviços, também está mudando. São microempreendedores, pequenas e médias empresas, profissionais liberais, startups, youtubers, blogueiros e por aí vai…

Existem diversos tipos de clientes no mercado digital e, para cada um desses clientes, com certeza haverá um profissional disposto a ajudar com suas habilidades. Por isso, se você quer fazer parte da nova modalidade profissional que vem tomando conta do mercado brasileiro, conheça o curso que está ajudando as pessoas a empreender e trabalhar de forma remota.

O curso Como Ser Assistente Virtual foi elaborado por Camile Just, uma das primeiras assistentes virtuais do país. Ela utilizou sua própria experiência e tudo o que aprendeu quando decidiu entrar nesse mercado, para compartilhar todo o seu conhecimento através do curso.

Quer saber mais sobre o curso? Clique no link e veja como funciona!

SAIBA MAIS

Quando se fala em Assistente Virtual, é comum haver uma confusão entre as funções exercidas e os modelos de contratação. Além disso, o termo pode ser confundido com outros bem semelhantes. 

É o caso do assistente digital, que não é uma profissão e sim uma tecnologia para realizar atividades de maneira automatizada, ou seja, através de robôs.

Apesar de trabalhar de forma remota, o Assistente Virtual não dispensa o fator humano. Muito pelo contrário, o profissional é a peça fundamental no processo, uma vez que ele mesmo é a sua própria empresa.

Esse aspecto fica bem evidente, principalmente no momento de prospectar clientes, em que o Assistente Virtual é orientado a ouvir as necessidades deles, antes mesmo de oferecer os seus serviços.

vector-smart-object

Os assistentes virtuais são profissionais altamente capacitados e especializados em determinadas atividades. Por isso, são capazes de entregar os melhores resultados para seus clientes, sem a necessidade de supervisão constante de gestores.

O mercado de assistentes virtuais é uma realidade que proporciona milhares de oportunidades em diversos setores. E a tendência é de aumentar ainda mais a gama de serviços, pois ajuda os clientes otimizando processos e trazendo resultados.

vector-smart-object

COMO SURGIU A
PROFISSÃO?

divisor-white

O termo foi criado na década de 1990, como a habilidade de trabalhar remotamente, em virtude principalmente das inovações tecnológicas que permitem esse modo de trabalho, como a internet de alta velocidade, o compartilhamento de arquivos em nuvem, entre outros.

Dessa forma, os assistentes virtuais são procurados especialmente por empresas que precisam de profissionais atualizados e dinâmicos, mas que não podem ou não querem contratar um funcionário permanente para a equipe.

Uma pesquisa realizada pela Robert Half, empresa de consultoria em recrutamento, apontou que o Brasil é o terceiro país que mais cresce em relação ao trabalho remoto.

Pequenas e médias empresas, ou mesmo startups e empresas mais robustas, buscam esses profissionais para realizarem as mais diversas tarefas de suporte virtual, desde o gerenciamento de redes sociais, planilhas, orçamentos e pagamentos até a gestão de pessoas, compras, fornecedores, entre outros.

Com o trabalho remoto, tanto o assistente virtual quanto o empregador conseguem ter mais controle sobre demandas e entregas, gerenciando de maneira mais inteligente o rendimento e o êxito das tarefas.

No Brasil este cenário tem se expandido nos últimos anos principalmente em decorrência da crise econômica, que transformou as relações de trabalho e emprego.

Muitas empresas reduziram suas folhas de pagamento, mas continuaram precisando de serviços e profissionais especializados e, com a adoção de assistente remotos, conseguiram manter a produtividade e reduzir custos com encargos trabalhistas e escritórios.

Além disso, O Brasil está vivendo um boom de empreendedorismo. São muitas pessoas deixando o mercado de trabalho tradicional e abrindo seus negócios. Todas elas precisam de apoio administrativo e de outros tipos.

Além das pequenas e médias empresas e empreendedores individuais, os profissionais liberais como arquitetos, médicos, blogueiros e youtubers também precisam de apoio para o seu trabalho e sua vida pessoal.

ASSISTENTE
VIRTUAL

divisor-white

POR ONDE
COMEÇAR?

vector-smart-object

Como funciona a rotina de trabalho do assistente virtual?

Com contratos de trabalhos flexíveis, o assistente executa tarefas relacionadas a processos operacionais, administrativos e financeiros, dentre outras, segundo suas competências e habilidades, sem precisar estar presente na rotina do escritório.

vector-smart-object

Como é feita a contratação do assistente virtual?

O assistente virtual se enquadra como MEI – Micro Empreendedor Individual. Dentro do contrato, devem constar as atividades a serem desenvolvidas, os valores a serem pagos, a frequência de pagamentos e os resultados esperados da atuação do profissional.

vector-smart-object

Quais são as áreas de atuação dos assistentes virtuais?

As áreas de atuação dos assistentes virtuais são muito amplas e crescem cada vez mais. Elas se dividem desde as mais básicas como: Administração, Finanças, Comercial e Secretariado, até as mais recentes como Comunicação, Marketing Digital, RH, Atendimento ao Cliente, entre outras.

Em Administração e Finanças, por exemplo, as atividades mais prestadas pelos assistentes virtuais são:

  • Produção de relatórios e planilhas;
  • Controle financeiro;
  • Fluxo de caixa;
  • Contas a pagar e receber;
  • Emissão de notas fiscais;
  • Gestão de e-mails;
  • Transcrições, produção e revisão de textos.

Para quem atua na área comercial, poderá realizar atividades como:

  • Prospecção e gestão de clientes e fornecedores;
  • Relacionamento pós-venda;
  • Planejamento de ações com clientes.

Os serviços de um assistente virtual também podem estar relacionados à organização e execução de tarefas diversas como as de assistente pessoal no cotidiano ou em eventos e datas especiais. Alguns exemplos das atividades prestadas nessa área são:

  • Solicitações de orçamentos;
  • Emissão de passagens;
  • Contratação de serviços domésticos como jardinagem e limpeza.

Além disso, tem também os serviços bancários e de cartório, que são funções cada vez mais valorizadas por parte da população que prefere delegar essas tarefas mais burocráticas a alguém especializado.

A atuação dos assistentes virtuais no ramo da Comunicação, Marketing Digital e Mídias Sociais, é cada vez mais presente. Nessas áreas as atividades realizadas são:

  • Gestão de e-mails e contatos;
  • Programação das Postagens em blogs e mídias sociais;
  • Assessoria completa aos blogueiros, youtubers e comunicadores digitais.

Outras áreas como Recursos Humanos e Atendimento ao Cliente estão cada vez mais em alta no mercado remoto. Falamos sobre essas novas tendências no post Assistente Virtual: 5 tendências 2019, em nosso blog. Entre lá para conferir!

VÍDEOS ASSISTENTE VIRTUAL

ASSISTENTE VIRTUAL

BLOG

COMO SER ASSISTENTE VIRTUAL

18 de março de 2019
Helyda Martins Aquino

“Fazer o curso foi uma das decisões mais assertivas que pude tomar!”

Helyda Martins Aquino, aluna do curso Como Ser Assistente Virtual, diz que fazer o curso foi uma das decisões mais assertivas que ela tomou em sua vida profissional! Assim como ela, muitas alunas deixaram seus depoimentos em comemoração aos 2 anos de curso. Elas contaram suas histórias, experiências e sentimentos, bem como o que as levou a fazer o curso.
17 de março de 2019
Mônica Teles

“O curso Como Ser Assistente Virtual é muito rico em conteúdo!”

Mônica Teles afirma que o curso Como Ser Assistente Virtual é muito rico em conteúdo. Isso é muito importante para mostrar que, apesar de existirem muitos cursos online duvidosos, o curso criado pela Camile Just passa muito longe dessas estatísticas. Além da Mônica, outras alunas deixaram seus depoimentos em comemoração aos 2 anos do curso e relataram que vale muito o investimento! Vejam abaixo o que conta a aluna Mônica Teles.
16 de março de 2019
Cíntia Nobre

“O curso me tirou muitas dúvidas e me trouxe muito mais do que eu buscava!”

Tivemos por aqui, diversos tipos de depoimentos sobre o curso Como Ser Assistente Virtual. E este aqui, da Cíntia Nobre, está bastante completo e dispensa apresentações! Vejam o depoimento que Cíntia preparou para a comemoração dos 2 anos de curso!

O passo a passo para
construir sua nova profissão,
trabalhar em casa e
ter mais qualidade de vida.

Dicas exclusivas para você!

Dicas exclusivas para você!

Receba informações e dicas sobre a profissão de Assistente Virtual! 

 

You have Successfully Subscribed!