Como se posicionar no Mercado Digital

Publicado em: 26/12/2023

Você já deve ter percebido que quem melhor se comunica, alcança as melhores oportunidades, e em geral, de forma mais rápida.

E isso tem haver com posicionamento. Em saber usar a internet e as redes sociais para aumentar sua visibilidade e alcançar seus objetivos profissionais. Uma vez que o posicionamento expressa aquilo que traz verdade para você, ou seja, as coisas que te definem, o seu crescimento e o sucesso da sua carreira ficam atrelados a ele.

Mas antes de seguir, entenda que posicionamento é um conceito, uma parte, dentro da comunicação. Se posicionar, significa assumir o que você acredita sobre si, o que tem relevância e começar a explorar isso na sua comunicação.

Um exemplo disso é, se você é uma pessoa que gosta de ler, e decidir que isso faz parte do seu posicionamento, na hora de se comunicar, você precisa trazer isso de forma estratégica.

Um exemplo bem básico, para que seja claro você entender na prática:

posicionamento + comunicação =

“O livro xxxx que li no dia tal, me trouxe uma reflexão e que eu pude transformar em ação para a minha entrega com o cliente Y, e isso melhorou o nosso resultado em XX%”

Perceba nesse exemplo que, além de falar algo que revela um hábito seu cotidiano, ainda o mostra aplicado na sua prática com resultados positivos. Essa comunicação faz com que quem a ouça pense “hum, que livro é esse?” ou “que interessante, vou ouvir mais o que ela tem a dizer”, ou ainda “ela sabe o que faz, vou orçar um serviço com ela”. 

E assim, além de estar se posicionando e comunicando com estratégia, ainda está vendendo, sem vender. Percebe o poder disso? 

Agora, antes de eu te falar como isso se relaciona com a Assistência Virtual, você precisa saber:

O que Significa Ser uma Assistente Virtual no Mercado Digital?

De uma forma fácil e descomplicada de entender, a profissão de Assistente Virtual (AV) é desenvolvida por uma profissional que trabalha de forma remota, pela internet, oferecendo serviços administrativos, financeiros, de marketing ou de secretariado para empreendedores, profissionais liberais, pequenas e médias empresas.

Além disso, muitas AVs trazem para a mesa habilidades especializadas, como contabilidade, planejamento de eventos ou gestão de projetos. O escopo do trabalho de uma AV pode variar consideravelmente, dependendo das necessidades específicas de seus clientes e de sua própria experiência e áreas de especialização.

Eu recomendo que você leia também Assistente Virtual: Conheça a Profissão que Está Mudando o Mercado de Trabalho, nesse artigo eu explico em detalhes minuciosos tudo o que você precisa saber sobre a carreira de assistente virtual.

A Importância do Posicionamento no Mercado Digital para Assistentes Virtuais

O sucesso de uma Assistente Virtual (AV) no mercado digital depende significativamente de como ela se posiciona. O posicionamento vai além de simplesmente marcar presença online, mas sim de estabelecer uma identidade profissional clara, que destaca suas competências e valor para os clientes. Toda vez que você fizer uma postagem no instagram, por exemplo, seja no feed ou no storie, você tem a oportunidade de mostrar a sua identidade. Aproveite bem esses momentos.

Para uma AV, um posicionamento efetivo não apenas aumenta a visibilidade, mas também estabelece a base para relações de trabalho duradouras e lucrativas, e isso tem a ver principalmente com o fato de os clientes em geral buscarem segurança em suas AVs, pelos trabalhos executados e acesso de dados que uma AV passa a ter.

É uma relação de confiança.

E se você tem dúvidas de como criar uma rotina que contribua com o sucesso da sua carreira, recomendo que você assista Como criar uma ROTINA LUCRATIVA para crescer como assistente virtual

Para começar a se posicionar, é vital que uma AV compreenda o mercado digital e identifique um nicho onde suas habilidades e experiências sejam mais valiosas. 

Isso pode incluir especializações como suporte para e-commerce, gestão de redes sociais, ou assistência para empreendedores. O conhecimento do mercado permite que a AV se alinhe com as necessidades específicas de seus clientes potenciais e se destaque entre a concorrência.

A marca pessoal de uma AV, ou de qualquer outra pessoa, é sua assinatura no mercado digital. Sempre que você começar a pensar em como construir a sua marca pessoal, deve refletir nos pontos em que ela possa explorar e demonstrar a sua personalidade, seus valores, o seu conhecimento, e a forma única como você aplica isso no dia-a-dia.

E por que fazer esse movimento é importante para uma AV?

Porque o processo de transformação digital, que é uma mudança de mentalidade nas empresas, ou seja, elas passam a usar a tecnologia para cumprir o objetivo de se tornarem mais modernas, melhorarem os seus desempenhos, seus processos, aumentarem o alcance de mercado e ampliarem os avanços tecnológicos que impactam pessoas do mundo todo, tem ganho cada vez mais força. 

Nada mais vai ser como antes, e tudo passa a acontecer numa maior velocidade, não é atoa que as IAs (inteligências artificiais) tem sido o centro das discussões sobre o futuro do mercado de trabalho.

Essa revolução tecnológica está criando novas profissões, e os trabalhadores necessitam de competências digitais para não ficarem para trás, e para uma AV não basta ter essas habilidades e competências, mas sim mostrar que as têm, como as executam no seu dia-a-dia, precisa saber vendê-las.

Confira as principais habilidades

Gestão da informação: Saber navegar na Internet, como e onde procurar recursos, produtos e serviços. Saber como gerenciar, rastrear e organizar informações em uma biblioteca pessoal de conteúdo, por meio de pastas, guias ou assinaturas, entre outros recursos para executar da melhor maneira suas tarefas.

Trabalho colaborativo virtual: usar ferramentas para desenvolver trabalhos em equipe. Por exemplo: documentos na nuvem, edição de arquivos em tempo real, calendários de tarefas e plataformas de gerenciamento de projetos como Notion, Trello ou Asana.

Automação de escritórios virtuais: é preciso ter noções e habilidades com programas, para aprender rapidamente a usar aplicativos específicos de automação de escritórios virtuais, como Office, ou Slack, ou qualquer outro usado pelo cliente, pela empresa e que dê fluidez a rotina diária.

Visão estratégica: ajudar a tornar a organização mais eficiente,  identificando novas oportunidades de negócios relacionadas à inovação tecnológica e tendências de consumo, de acordo com o nicho em que faz parte.

Inovação: A carreira de AV também envolve uma contínua atualização das habilidades, especialmente em ferramentas digitais e tendências de mercado, buscando novas soluções para seus clientes e negócios. 

Soft skills: A capacidade de se adaptar rapidamente a novas tecnologias e métodos de trabalho é essencial. Além disso, habilidades interpessoais como comunicação clara, confiabilidade e proatividade são fundamentais para o sucesso nesta carreira.

Construindo uma Marca Pessoal Forte como Assistente Virtual

A marca pessoal de uma Assistente Virtual (AV) é o reflexo de sua identidade profissional. Construir uma marca pessoal forte é mais do que simplesmente criar uma presença online, é definir e comunicar sua história, habilidades e valores de maneira que ressoe com seu público-alvo, mostrando a sua proposta única de valor. 

E como você faz isso, como você consegue deixar claro essa proposta única de valor?

Deixe claro o que você faz, crie espaços que sirvam como portfólio e que documentem o que você faz e como você faz no seu dia-a-dia, por exemplo, se você entrar no meu perfil Instagram de cara vai entender o que eu faço, com quais negócios atuo, quem são meus clientes, e o que eu valorizo extremamente. Já no perfil do Instagram do CSAV da mesma forma como no meu pessoal, você encontra de cara a proposta e o objetivo do negócio. 

Quando falamos em proposta única de valor, não estamos falando em linguagem difícil, ou que inúmeras firulas para enfeitar o seu portfólio. Estamos falando em ser transparente com tudo o que você faz e acredita e mostrar isso ao seu cliente, ou futuro cliente.

Personal Branding, uma estratégia para construir a sua autoridade

Vamos fazer um exercício: você é uma empresa e está a procura de uma AV que tenha domínio na área administrativa. Durante o processo de seleção para a vaga no seu negócio, você recebe três portfólios igualmente bons, tanto competências quanto conhecimento são os mesmos para ambas as candidatas. Então, você passa a procurar o que as diferencia entre si, e acessa o perfil do Instagram das candidatas.

Ao entrar nos perfis, você se depara com três cenários:

No perfil da candidata A, o perfil tem fotos apenas de festas, da candidata vivendo a sua vida pessoal, fotos em praia, em restaurante, cachoeira, sem constar nada sobre a profissão. Os comentários nas postagens em suma são adjetivos sobre a sua estética, e o perfil, embora bonito, não revela nada a mais sobre qualquer habilidade que a candidata possa vir a ter.

No perfil da candidata B o cenário é inverso, além do nome e da foto na biografia, não há postagens. O perfil não comunica nada, a não ser que está ali na plataforma.

E no perfil da candidata C o cenário muda novamente. Em sua biografia já está claro suas atribuições e habilidades profissionais, em suas postagens encontra-se uma mescla de publicações em reuniões de trabalho, em momentos de estudo, com a família, ou até mesmo em momentos de lazer como estar em uma cachoeira. É possível acompanhar através das postagens que a candidata sabe o que faz no dia-a-dia e que seus seguidores reconhecem isso. Ainda é possível acessar feedbacks dos clientes que a mesma atende, e também ter uma noção de como ela funciona na rotina, através da rotina compartilhada que equilibra as áreas da vida, mostrando que a mesma está atenta às tendências de mercado.

Se os portfólios são igualmente bons, qual desses perfis você levaria para sua empresa? 

Qual deles passa mais seriedade, qual deles mostra mais que a candidata sabe fazer tudo o que está escrito no seu portfólio?

Não é preciso pensar muito para escolher a candidata C.

E esse é o ponto que precisa da sua atenção. Estar no digital precisa ser um ato estratégico, que fortaleça tudo o que você quer para sua vida, e para sua jornada profissional. Uma AV trabalha através do digital, então precisa demonstrar que sabe o que faz no dia-a-dia!

Não postar nada também revela algo sobre você. Lembra do ditado que “quem cala consente”? Isso é tão perigoso para sua carreira, quanto publicar errado. E é por isso que você precisa cuidar do seu branding (tudo o que envelopa o que você é).

Personal branding é uma estratégia para criar presença e autoridade, influenciando um grupo específico através de sua história, conhecimento e visão de mundo. De forma mais simples, Personal branding é a gestão da sua marca pessoal, agindo e se posicionando de forma que o seu público compreenda claramente quem você é e o que você tem a oferecer. 

Jeff Bezos, CEO da Amazon, define marca pessoal como “o que as pessoas dizem sobre você quando você não está na sala”.  No contexto de uma AV, é como clientes e colegas percebem e lembram de você. 

Ou seja, é necessário entender claramente pelo que você quer ser lembrado e trabalhar para projetar essa imagem para sua audiência.

Etapas para Construir uma Marca Pessoal Eficaz

Uma marca pessoal forte não só aumenta sua visibilidade, mas também ajuda a atrair o tipo certo de clientes e abre portas para oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional. 

Com uma marca bem definida e comunicada, uma AV pode se posicionar como uma solução valiosa e confiável, aumentando assim as chances de sucesso e satisfação na carreira, com potencial em fechar projetos, além de se estabelecer como uma autoridade em sua área. 

Use as Redes Sociais e Plataformas Digitais de forma inteligente

Para uma AV, o domínio das redes sociais e das plataformas digitais é mais do que uma habilidade – é uma necessidade estratégica. 

Utilizadas corretamente, essas ferramentas são vitais para construir e manter a marca pessoal forte, ampliar a rede de contatos profissionais e captar novas oportunidades de negócios. Seguem dicas para você colocar em prática no seu dia-a-dia:

1. Seleção Inteligente de Plataformas

2. Criação de Conteúdo Atrativo e Relevante

3. Engajamento e Construção de Comunidade

4. Utilização de Mídias Sociais para Pesquisa e Desenvolvimento Profissional

Com dedicação, estratégia e um pouco de criatividade, você pode aproveitar essas oportunidades para moldar uma carreira que não apenas atenda às suas aspirações profissionais, mas que também traga satisfação e equilíbrio para a sua vida.

Se esse conteúdo foi útil para você, e o seu desejo é saber tudo sobre o universo de uma assistente virtual em primeira mão, com as notícias e dicas do que acontece nesse mercado, quero te convidar a seguir o perfil da CSAV no Instagram, lá você vai ter acesso a conteúdos valiosos e que trazem tendências de mercado em primeira mão sobre a jornada e carreira de assistente virtual.

Basta clicar nesse link: 

https://instagram.com/comoserassistentevirtual?igshid=OGQ5ZDc2ODk2ZA==

Um abraço, e até a próxima.

Publicações relacionadas

Gig Economy

Gig Economy

Publicado em 30/09/2019

Trabalhar em Casa
Que orgulho! Estou no e-book da Uol!

Que orgulho! Estou no e-book da Uol!

Publicado em 14/06/2019

Trabalhar em Casa
O que é o Atendimento Humanizado e como oferecer esse serviço

O que é o Atendimento Humanizado e como oferecer esse serviço

Publicado em 23/12/2020

Carreiras e Serviços