Como trabalhar de casa usando a internet

Publicado em: 26/01/2021

Ser freelancer é uma maneira de ter mais flexibilidade, autonomia e equilíbrio no trabalho.

Trabalhar de casa é o sonho de muita gente, isso porque possibilita mais flexibilidade de horários, maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional, maior autonomia, mais tempo de qualidade gasto com o que realmente importa, e claro, uma forma de sustento e independência. Quando o trabalho de casa é como freelancer, a lista de benefícios aumenta mais ainda, já que, por não ter um vínculo empregatício, o profissional se torna seu próprio chefe, organizando as demandas de acordo com sua agenda. 

Segundo uma pesquisa da Freetrain, 51% das pessoas que trabalham como freelancer não trocariam a atividade por um emprego tradicional e a grande maioria (91%) relatou que se tornar freelancer melhorou sua qualidade de vida.

Com a internet, ficou ainda mais fácil e mais vantajoso optar por esse tipo de emprego, isso porque basta um computador conectado à rede para realizar as atividades de casa, durante uma viagem ou de qualquer lugar que o profissional preferir. 

Entenda mais sobre como ser freelancer e como conseguir projetos para trabalhar pela internet.

Freelancer: como funciona?

Todo profissional que trabalha de forma autônoma, ou seja, sem vínculo empregatício com alguma empresa, pode ser considerado freelancer. Nessa modalidade de emprego, se trabalha por projeto, e não por horas, sendo assim, é mais fácil de alcançar benefícios como:

Se você se interessou por essa modalidade de emprego, deve estar se perguntando, “como conseguir projetos”?

O maior desafio de um freelancer é conseguir o primeiro cliente, depois disso, com mais segurança e a partir de indicação, os próximos trabalhos são mais fáceis de fechar contrato.

Para encontrar o primeiro cliente, no entanto, pode-se usar plataformas de freelancer, como Workana, Getninjas, Nexperts, 99Freelas, Freelancer.com, entre outros. Falar para as pessoas que você está oferecendo os serviços também ajuda a aumentar sua rede de contatos e possíveis clientes. 

Antes de entrar em uma plataforma ou falar com as pessoas, porém, é preciso ter bem definido que serviços oferecer, qual o escopo da sua entrega, qual nicho de mercado pretende atender, qual o valor mínimo que aceita receber e decidir se vai abrir um MEI de freelancer – para formalizar o seu trabalho – desde o começo. 

Qual a diferença entre freelancer e assistente virtual?

Trabalhar como assistente virtual é uma modalidade dentro de ser freelancer. Na hora de entender que serviços oferecer e quais nichos atender, é possível optar por atuar com secretariado remoto. Nesse tipo de atividade, o profissional, geralmente, apoia empreendedores ou empresas nas atividades operacionais, como gestão de agenda, relacionamento com o cliente, pagamento de contas, entre outros. 

Um assistente virtual pode trabalhar em diversos setores, como o gastronômico (fazendo gestão de estoque, pedidos com fornecedores, agendamento de reservas,…), o de secretariado, o de saúde (agendamento de consultas, ligações para confirmar consultas, gestão de agenda,…), entre muitos outros. 

…..

Você se interessou e quer criar seu próprio trabalho como AV?

Conheça a Formação mais completa do mercado: Clique aqui e saiba mais!

Publicações relacionadas

Como prestar serviços financeiros de forma remota

Como prestar serviços financeiros de forma remota

Publicado em 21/10/2020

Carreiras e Serviços
Fazer o curso foi uma das decisões mais assertivas que pude tomar!

Fazer o curso foi uma das decisões mais assertivas que pude tomar!

Publicado em 14/06/2019

Trabalhar em Casa
Por que prototipar meus serviços como Assistente Virtual?

Por que prototipar meus serviços como Assistente Virtual?

Publicado em 17/11/2020

Como começar