Depois de 20 anos de carreira, ela deixou o mercado corporativo para ter mais liberdade como assistente virtual

Publicado em: 15/09/2021

Será que dá para mudar de carreira depois de tanto tempo na mesma profissão? Lindsay Ornellas, aluna da Camile mostrou que sim, é possível. 

Ela é mãe de uma adolescente de 17 anos, mas a vida toda trabalhou fora e perdeu momentos importantes e únicos da vida de sua filha. Depois de 20 anos atuando no mundo corporativo, ela decidiu mudar.

Antes de conhecer o curso da Camile Just, ela já tinha atendido alguns clientes pontualmente como freelancer, mas não acreditava que tinha perfil para ser MEI. Mas em 2020, realizou o Curso Como Ser Assistente Virtual e essa foi a virada de chave que ela precisava para realizar sua transição de carreira.

“O curso colaborou para eu enxergar questões bem específicas da carreira, a questão de público, nicho, etc.”

 

A nova rotina como assistente virtual

Como assistente virtual, ela atende entre 5 e 10 clientes, hoje sem a correria de antes, onde precisava até mesmo viajar a trabalho. Agora, ela curte mais momentos com sua filha – a nova carreira de AV contribuiu até mesmo para que ela se aproximasse da adolescente.

“Sou muito mais feliz, consigo cuidar de mim, da casa, da minha filha. Trabalho muito mais, mas com algo que eu amo e faço com prazer, no meu ritmo.
Tenho orgulho de vestir a camisa dos meus clientes, de ajudá-los e criar uma ligação especial com cada um.”

A vida de empreendedora, segundo Lindsay, possui desafios, mas ela se sente livre e grata pela nova rotina. Com seu trabalho, ela já ajudou empresas a dobrar o faturamento simplesmente por ela poder organizar a parte burocrática de contas, atendimento de clientes. 

Em outro caso, a cliente que vivia sobrecarregada pode até tirar férias após a entrada de Lindsay. Ela finalmente conseguiu fazer sua viagem de Lua de Mel, graças à confiança que tem na AV!

 

Uma lição de ouro

No curso, aprendemos a estar sempre atentos às oportunidades de prospecção.

Certa vez, Lindsay estava indo ao médico quando um passageiro puxou papo. Ela mais que rápida, na primeira oportunidade, contou que estava empreendendo e pegou o contato do rapaz, que trabalhava em um dos nichos que ela atendia.

“Eu desci do ônibus, e algumas horas depois ele me mandou uma mensagem, dizendo que havia indicado meus serviços para um colega e que a pessoa estava interessada (…) Não perdi a oportunidade, nem dentro do ônibus.”

No curso, entre os conteúdos que mais foram valiosos para Lindsay estão: a construção do negócio, ferramentas, o contato com a Camile e a equipe de apoio. Além do que ela pode aprender sobre ferramentas digitais que ajudam em seu negócio.

Agora, ela planeja o crescimento como assistente virtual para chegar aos 5 dígitos por mês, comprar um apartamento, ter uma reserva financeira e já sonha com uma viagem à Disney. 

Você se interessou e quer criar seu próprio trabalho como AV assim como a Lindsay? Conheça a Formação mais completa do mercado: Clique aqui e saiba mais!

Publicações relacionadas