Como formalizar seu negócio como Assistente Virtual?

Publicado em: 17/10/2020

Ao tornar-se MEI (Microempreendedor Individual) é possível contar com segurança e autonomia na carreira profissional.

As dúvidas que surgem na hora de tirar uma ideia do papel podem atrapalhar noites de sono, principalmente se você não não sabe como “vender seu peixe” na internet e encontrar clientes para o seu negócio. Por isso, se você cogita dar seus primeiros passos na carreira de Assistente Virtual confira algumas dicas imperdíveis para alavancar seu negócio em direção à formalização.

Impulsione sua carreira

O sentimento de insegurança é natural na hora de buscar a concretização do seu sonho profissional, principalmente se você está habituada ao mercado de trabalho tradicional que vincula a sensação de segurança financeira à CLT. Mas, felizmente, com a estratégia correta é possível traçar um caminho com autonomia e segurança na carreira de Assistente Virtual. Sendo que, um dos primeiros passos é colocar a “mão na massa” e agir mesmo quando o medo bater. 

Daciane Ferreira Coelho Ramos e Nathalia Avila duas alunas da Camile, comentam que: “Seguindo com disciplina os passos indicados no curso completo, a segurança e a autonomia profissional vão se tornando cada vez mais naturais, as oportunidades aparecem e o sucesso na carreira de Assistente Virtual se torna um desfecho inevitável”. 

Aprenda como conseguir clientes para o seu negócio. 

Agora, se você já presta serviços de forma virtual há algum tempo e se pergunta quando é momento certo e as principais vantagens de possuir um CNPJ, confira alguns dos benefícios abaixo:

Quando e como se formalizar?

O momento ideal para tornar-se MEI (Microempreendedor Individual) deve ocorrer após aprender com as experiências práticas. O mais indicado é que você já tenha atendido em torno de dois a três clientes, experimentando os seus serviços e conhecendo o mercado de Assistência Virtual. 

Após isso, quando você sentir necessidade de emitir Nota Fiscal basta acessar o Portal do Empreendedor e se cadastrar sem complicações. Mas, fique atenta ao site oficial e cuidado com fraudes.

O registro oficial disponível pelo Governo Brasileiro é uma alternativa aos profissionais autônomos. Para prestar serviço como secretária virtual, na hora do registro é necessário escolher o seu CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) e recomendamos que você opte por:

Além disso, vale reforçar que desde setembro de 2020 o MEI está dispensado de solicitar alvarás e licenças de funcionamento na hora de se formalizar. 

Se você deseja encontrar mais informações sobre o processo de formalização, confira nosso Guia sobre tudo o que você precisa saber sobre MEI.

……

Você se interessou e quer criar seu próprio trabalho como AV?

Conheça a Formação mais completa do mercado: Clique aqui e saiba mais!

Publicações relacionadas

O Talento Para os Números Podem Abrir Portas Para uma Carreira de Sucesso e Independência

O Talento Para os Números Podem Abrir Portas Para uma Carreira de Sucesso e Independência

Publicado em 11/01/2024

Desenvolvimento Pessoal
Empregado vs empreendedor

Empregado vs empreendedor

Publicado em 17/12/2020

Trabalhar em Casa
Gig Economy

Gig Economy

Publicado em 30/09/2019

Trabalhar em Casa