Assistente Virtual é Freelancer? Descubra as Diferenças!

Publicado em: 12/03/2024

O trabalho remoto se tornou mais do que uma tendência – uma realidade – e muitos se perguntam quais são as diferenças entre ser uma assistente virtual (AV) e um freelancer. Embora ambos trabalhem de maneira remota, essas profissões não são a mesma coisa.

Outra profissão que é confundida com a de assistente virtual é a de Social Media, no artigo Social Media vs Assistente Virtual: Entenda as Diferenças, você entende claramente a diferença e onde realmente quer atuar. 

A busca por flexibilidade, autonomia e a possibilidade de gerenciar o próprio tempo trouxe o trabalho autônomo para o centro das atenções. 

Esse cenário ganhou ainda mais força com as transformações impostas pela pandemia, que nos mostrou que muitas profissões podem ser exercidas de qualquer lugar do mundo, desde que haja uma conexão de internet.

E enquanto algumas profissões se adaptavam e passavam por desafios, outras ganharam força.

 

Qual o Papel do Assistente Virtual?

Administrar agendas, responder e-mails, gerenciar mídias sociais e até cuidar de finanças e burocracias, tudo isso sem pisar no escritório do cliente, esse é o papel da assistente virtual! 

Uma profissional que oferece seus serviços de forma remota, ajudando empresas e empreendedores a ganharem tempo para focar no que realmente importa: o crescimento do negócio.

O trabalho desenvolvido por uma AV é uma parceria que, dando certo, é de longo prazo, uma vez que as tarefas são cotidianas e constantes.

Para se lançar nessa carreira, não é preciso um grande investimento inicial. Com um computador, internet e as habilidades certas, você pode começar a oferecer seus serviços como AV. 

E tem mais: a lista de serviços que uma AV pode oferecer é vasta, abrangendo desde tarefas administrativas até apoio em projetos comerciais. Descubra quais são 7 Serviços para Assistentes Virtuais no início da carreira.

Para atuar como Assistente Virtual, visão empreendedora, aprendizado constante, networking, planejamento e organização são os pilares para contribuir com um negócio bem estruturado e pronto para crescer de forma saudável.

 

Freelancer: O Profissional Multitarefa

Por outro lado, temos o freelancer, aquele profissional que você contrata para realizar um trabalho específico, pontual e de curto prazo como desenvolver um site, ou criar um logo, por exemplo. 

O freelancer tem a liberdade de escolher com quais projetos quer trabalhar, definindo seus próprios horários e local de trabalho. A principal característica aqui é a flexibilidade e a variedade de projetos em que podem se envolver. 

Geralmente, esse modelo de trabalho é uma saída para situações pontuais, em que a empresa não se preocupa tanto com quem presta o serviço, mas sim com a tarefa especificamente. Nessa modalidade os vínculos entre prestador e contratante são mais rasos.

 

Diferenças Cruciais

Então, qual é a diferença entre uma AV e um freelancer? 

Basicamente, está na natureza da relação de trabalho e no tipo de serviços prestados. Enquanto a assistente virtual frequentemente se torna um braço direito do negócio, trabalhando de forma contínua e multifuncional, o freelancer tende a ser contratado para projetos específicos, com início e fim definidos.

 

Transitando Entre Dois Mundos

Inicialmente, muitos assistentes virtuais começam suas carreiras pegando projetos freelancers. Isso permite que explorem diferentes áreas e descubram o que mais gostam de fazer. 

É um ótimo jeito de ganhar experiência, construir um portfólio e, principalmente, entender as demandas do mercado.

 

Da Freelancer para Assistente Virtual

Com o tempo, muitas dessas profissionais optam por se especializar como assistentes virtuais, especialmente quando percebem a necessidade por um serviço contínuo e desejam construir uma relação de longo prazo com seus clientes. 

Para dar esse passo, e formalizar o negócio, é interessante adotar o modelo de Microempreendedor Individual (MEI), que traz benefícios tanto para o profissional quanto para o cliente.

 

Expandindo seus Serviços

À medida que você ganha experiência, considere expandir sua gama de serviços. Isso aumenta seu potencial de receita, e também torna seu negócio mais atraente para uma variedade maior de clientes. 

E Você, como se define?

Agora que você conhece as diferenças entre ser um assistente virtual e um freelancer, qual caminho parece mais atraente para você? 

Se você gosta da ideia de trabalhar com uma variedade de tarefas e construir relações duradouras com clientes, ser um AV pode ser a escolha certa. 

Por outro lado, se prefere a liberdade de trabalhar em projetos diversos e ter a flexibilidade de escolher quando e onde trabalhar, a vida de freelancer pode ser ideal.

Independente da escolha, ambos os caminhos oferecem a liberdade e a flexibilidade tão desejadas no mundo moderno do trabalho. E o melhor de tudo é que você pode começar com pouco e ir expandindo seus serviços e especializações conforme ganha experiência e reconhecimento no mercado.

E então, o que te atrai mais: a versatilidade e a parceria contínua de ser um assistente virtual, ou a diversidade e a liberdade dos projetos de freelancer?

Compartilhe sua escolha, experiências ou qualquer dúvida nos comentários abaixo.

Publicações relacionadas

O que uma Assistente Virtual Precisa para Atuar na Área Financeira

O que uma Assistente Virtual Precisa para Atuar na Área Financeira

Publicado em 4/01/2024

FerramentasFinanceiro
Como conquistar credibilidade como assistente virtual

Como conquistar credibilidade como assistente virtual

Publicado em 5/01/2021

Como Conseguir Clientes
Conheça o nicho de infoprodutores

Conheça o nicho de infoprodutores

Publicado em 4/03/2021

Carreiras e Serviços