Decidir seguir a carreira de assistente virtual é uma jornada repleta de aprendizados e desafios, afinal é uma profissão relativamente nova no Brasil, embora ganhe cada vez mais espaço. 

É normal cometer erros no início, afinal estamos lidando com um novo negócio, novas ferramentas e um novo mercado.

Porém, existem alguns equívocos clássicos que podem ser evitados seguindo as dicas de quem já passou por eles. Assim, você economiza tempo, evita frustrações desnecessárias e acelera o próprio crescimento profissional.

Aproveite e descubra como fazer a prospecção de clientes do jeito certo, basta clicar AQUI

Os 5 erros mais comuns cometidos por assistentes virtuais que estão iniciando sua carreira podem ser facilmente evitados. 

Erro #1: Não organizar o próprio negócio

Um dos motivos que faz com que uma Assistente Virtual não consiga organizar o próprio negócio, é o fato de não definir os nichos com os quais pretende trabalhar. 

Quando falamos em nichos, queremos dizer por exemplo: dentistas, médicos, advogados, pequenas empresas, profissionais liberais, etc. Ao definir os nichos que irão atender, fica mais fácil elaborar uma comunicação assertiva para atrair clientes.

Da mesma forma, é necessário construir uma comunicação consistente com a área de atuação. 

Ao criar os canais de comunicação, blog, site, Facebook, Instagram, por exemplo, muitas pessoas acabam postando assuntos aleatórios que não estão relacionados com a Assistência Virtual. E isso pode confundir as pessoas.

Por isso, é fundamental que o discurso da Assistente Virtual esteja alinhado com os serviços que irá prestar. 

Saber se posicionar e se comunicar de maneira clara e segura, traz mais recompensas para o negócio e gera um relacionamento confiável com as pessoas.

Para não cometer o erro de não organizar o próprio negócio, é importante definir seus nichos, criar uma comunicação consistente e conversar com pessoas reais para entender suas necessidades.

 

Erro #2: Não organizar e alinhar as perspectivas

A organização é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, especialmente no início da jornada empreendedora. 

Muitos assistentes virtuais cometem o erro de simplesmente criar canais de comunicação e ficar esperando os clientes aparecerem, sem sair do movimento em busca de negócios.

É essencial fazer uma lista de clientes potenciais, como profissionais liberais, pequenas empresas, dentistas, advogados etc, e entrar em contato de forma proativa, seja por telefone, e-mail ou até mesmo pessoalmente. 

Reservar um tempo específico na semana para realizar as projeções também ajuda a criar o hábito e manter o foco.

Além de trazer novos negócios, a prospecção organizada transmite uma imagem de profissionalismo e competência. 

Mostra que o assistente virtual está comprometido em expandir sua carteira de clientes e tem uma abordagem estruturada. 

Clientes em potencial se sentem mais confiantes em contratar um profissional proativo e metódico.

Portanto, adotar a prospecção como um hábito fundamental nos primeiros meses de carreira é essencial para construir uma base sólida de clientes. 

Assistentes virtuais bem sucedidos sabem da importância de sair da zona de conforto e buscar por novos relacionamentos profissionais.

Para evitar o erro de não organizar prospecções, crie uma lista de clientes em potencial e procure formas de contatá-los, seja por telefone, e-mail ou pessoalmente.

 

Erro #3: Não se posicionar no mercado

Posicionar-se no mercado como assistente virtual é essencial para gerar reconhecimento e networking. Muitos AVs no início pecam por serem tímidos demais na hora de divulgar seus serviços. 

É preciso mostrar ao mundo o que você faz, atualizar constantemente suas redes sociais, contar para amigos e familiares que você é uma assistente virtual.

Quando você se posiciona dessa forma, as coisas começam a acontecer naturalmente. 

Pessoas que ficam sabendo sobre seu trabalho podem se interessar e contratar seus serviços. 

Eles também comentam com outras pessoas, gerando networking e restrição. 

Dessa forma, você aumenta sua substituição, autoridade e se torna referência na sua região ou no mundo digital.

Portanto, não tenha medo de se mostrar e dizer o que faz. 

Essa atitude proativa é essencial para gerar oportunidades e fazer seu negócio crescer. 

Foque em criar uma imagem profissional sólida e use suas redes sociais a seu favor. Quanto mais você se posicionar, mais chances terá de ser reconhecido e recomendado.

Para não errar em se posicionar no mercado, mostre-se nas redes, conte para amigos e familiares ou o que faz e se posicione como profissional da área. Isso gera alteração e autoridade.

Você pode conhecer histórias reais de mulheres que largaram a CLT e passaram a faturar 15 vezes mais, basta clicar AQUI

 

Erro #4: Não acreditar no próprio negócio

Formalizar o negócio como MEI e emitir notas fiscais pode transmitir confiança para o cliente, além de potencializar a sua mentalidade empreendedora.

Negativismo e descrição transmitem uma imagem ruim e afetam os resultados. 

É preciso focar no propósito do negócio e buscar motivação interna, celebrando cada pequena conquista. 

Visualizar o sucesso ajuda a enfrentar a realidade.

Ter objetivos claros, agir com profissionalismo e entusiasmo contagiante, inspirando confiança nos clientes. Sua atitude determina seu destino.

Para acreditar no próprio negócio, formalize-se, emita notas fiscais, tenha site e e-mail corporativo. Foque no propósito maior e seja positivo e confiante.

 

Erro #5: Não ter paciência

A paciência é uma virtude essencial para quem deseja empreender com sucesso. 

No início da carreira, é normal que os assistentes virtuais sintam ansiedade e expectativa para ver os resultados do seu trabalho. No entanto, construir um negócio leva tempo e dedicação.

Ter pressa em ver o retorno nem sempre é positivo. Muitas vezes, isso leva os iniciantes a ansiedade e rapidamente caem diante dos desafios iniciais. É preciso persistência e resiliência para superar as dificuldades que surgem.

Empreender exige cultivar a paciência dia após dia. Não adianta querer resultados da noite para o dia. 

É preciso persistir mesmo quando as coisas não saem como planejadas. Com calma e foco, os frutos virão no tempo certo.

Portanto, tenha paciência consigo mesmo e com o seu negócio. Invista tempo para aprender e melhorar suas habilidades. 

Construa relacionamentos genuínos e valorize cada pequena conquista. Com disciplina, você colherá bons resultados no futuro. Lembre-se de que a pressa é prejudicial à perfeição.

O segredo é encarar o processo empreendedor como uma maratona, e não como uma corrida curta. Controle a ansiedade, persista nos seus objetivos e avance cada passo. 

Para ter paciência, lembre-se de que os resultados levam tempo como uma planta. Investigue em conhecimento e relacionamentos enquanto os frutos não aparecem.

É como eu sempre digo, a transição de carreira é como atravessar uma ponte, e não pular de um precipício.

Você quer fazer a transição do trabalho convencional para trabalho remoto e se tornar uma Assistente Virtual de Sucesso? Então assista a aula gratuita AQUI, onde eu falo sobre como fazer isso. 

Se você chegou até aqui, certamente vai ganhar tempo e potencializar a sua carreira, afinal, comenta aqui aqui abaixo, se você já cometeu algum dos erros acima.

A assistência virtual surgiu no Brasil por volta dos anos 2000, impulsionada principalmente pelo avanço da tecnologia e o crescimento do trabalho remoto. Antes disso, esse tipo de serviço existia apenas nos países mais desenvolvidos como Estados Unidos, Canadá e algumas regiões da Europa. 

Com o aumento do acesso à internet banda larga, o barateamento de computadores e softwares, e surgimento de novas ferramentas online, abriu-se a possibilidade de se trabalhar a distância também no Brasil.

Uma das primeiras pessoas a enxergar essa oportunidade e se dedicar a entender esse novo modelo de trabalho fui eu, Camile Just. 

Eu trabalhava como gerente de loja em um shopping center, mas como não tinha tempo para curtir a minha filha pequena, decidi mudar radicalmente de vida. Aproveitei um período de férias para buscar trabalho com horários mais flexíveis, porém os salários eram muito menores do que eu ganhava como gerente.

Foi então que comecei a pensar em formas de usar minhas habilidades para trabalhar remotamente, de forma independente e rentável. Iniciei os  estudos sobre o assunto, li livros para me inspirar e criei meu próprio modelo de negócio como assistente virtual, elaborando canvas e proposta de valor.

Fui atrás de clientes, participei de eventos, deixei a timidez de lado e consegui prototipar meus serviços com demandas variadas, desde controle financeiro até preenchimento de pesquisas. Dessa forma, me tornei uma das precursoras em consolidar a carreira de assistente virtual no país.

Além de trabalhar com clientes, também criei um curso online ensinando todo o passo a passo que fiz para me tornar assistente virtual e ser bem sucedida na carreira. Esse curso ajuda a disseminar esse novo modelo de trabalho e formar mais profissionais para atender a demanda crescente por esses serviços.

 

O mercado de assistentes virtuais

Antigamente, a maioria dos profissionais atuavam em grandes empresas, com jornadas fixas de 8 horas por dia e contratos de trabalho formais. Hoje, esse cenário mudou bastante. 

As empresas estão cada vez mais enxutas, reduzindo seu quadro de funcionários. Ao mesmo tempo, cresceu muito o trabalho autônomo, freelance e remoto.

Essas mudanças aconteceram por diversos motivos. 

A tecnologia permitiu que muitas atividades pudessem ser realizadas a distância, sem a necessidade de ir todos os dias para um escritório físico. Além disso, muitas pessoas passaram a priorizar mais qualidade de vida e liberdade no trabalho, do que a estabilidade de um contrato formal.

Diante desse cenário de transição da economia industrial para a digital, é importante que os profissionais estejam preparados para se adaptar. Ter habilidades técnicas e comportamentais para o trabalho remoto é essencial nesse novo contexto.

A área que surgiu e cresceu muito com essas mudanças foi a de assistentes virtuais. O trabalho desses profissionais consiste em prestar serviços de apoio administrativo, financeiro, secretariado, entre outros, de forma 100% remota.

É importante que você leia Como enfrentar as crenças que paralisam seus resultados na carreira de AV?

 

As principais áreas de atuação de um assistente virtual são:

Administrativo: realiza atividades de rotinas administrativas, como gestão de e-mails, controle de agenda, atendimento telefônico, entre outras.

Financeiro: responsável por tarefas como emissão de boletos, contas a pagar e receber, controle de fluxo de caixa, conciliação bancária.

Secretariado: agenda compromissos, organiza viagens, presta serviço de transcrição, entre outras atividades de secretária virtual.

Essas são as 3 principais frentes de atuação de um assistente virtual nos dias de hoje. Conhecer bem esse mercado é fundamental para quem deseja trilhar uma carreira promissora.

 

Dúvidas frequentes sobre o universo da AV

1- É necessário ter graduação específica?

Não, mas algumas habilidades são importantes como organização, pontualidade, proatividade e facilidade para aprender novas ferramentas. Conhecimentos em informática, finanças, marketing e vendas também são um diferencial. 

O mais indicado é fazer um curso focado em assistência virtual para aprender todo o passo a passo da profissão. Você pode aprender com o curso mais respeitado do mercado clicando AQUI.

2- É preciso se conectar com outros profissionais da área?

Estar em ambientes, sejam físicos ou digitais, com outros AVs, possibilita que novas oportunidades de projetos, clientes, e mesmo tendências de mercado cheguem mais rápido até você, e isso faz a sua carreira crescer de forma mais rápida.

3- Como conquistar clientes?

Ter uma boa apresentação e comunicação, mostrar casos de sucesso, cobrar preços competitivos, fazer um portfólio, criar conteúdo de valor nas redes sociais, investir em divulgação focada no público-alvo e criar pacotes promocionais para conquistar os primeiros clientes. 

O networking e indicações também ajudam muito nessa fase inicial.

4- Quanto é possível faturar como AV?

O faturamento varia de acordo com a demanda, especialidade, portfólio e tempo de atuação na área. Em média, os assistentes virtuais cobram entre R$800 a R$2000 por contrato.

Existem algumas opções, como: cobrar por hora trabalhada, fazer pacotes mensais de horas, cobrar por projeto específico ou vender assinaturas mensais para clientes frequentes. 

O ideal é testar alguns modelos e ver qual funciona melhor para seu negócio e perfil de cliente. Taxas fixas ajudam a ter previsibilidade nos ganhos.

Leia também Como enfrentar as crenças que paralisam seus resultados na carreira de AV? 

5- Quais os benefícios de trabalhar como assistente virtual?

– Ter seu próprio negócio significa não depender de chefe e ter mais liberdade para gerenciar seu tempo. Isso permite conciliar vida profissional e pessoal.

– Com dedicação, é possível ter uma renda igual ou superior a empregos formais, com a vantagem de trabalhar no conforto de casa.

– Não tem hora para entrar ou sair do trabalho. Cabe a você administrar seu tempo da melhor forma para atender prazos.

– Pode aproveitar para viajar e trabalhar de qualquer lugar com internet, sem precisar tirar férias.

– Maior controle sobre quanto cobrar pelos seus serviços. Com experiência, é possível aumentar seus honorários.

– A flexibilidade de horários é um dos maiores atrativos de ser assistente virtual. 

6- Os clientes procuram por habilidades específicas?

Em alguns casos sim. Veja o que os clientes mais procuram varia de acordo com a área de atuação:

– Para assistente administrativo: precisar saber usar ferramentas de produtividade (como Google Workspace), ter conhecimento em atendimento ao cliente e gestão de e-mails.

– Para assistente financeiro: é válido ter domínio de Excel, experiência com emissão de notas fiscais e boletos, fluxo de caixa, etc. 

– Para secretariado remoto: ter formação em secretariado é uma grande vantagem, bem como conhecimento dos softwares usados nessa área.

7- Quais ferramentas são fundamentais para uma AV?

Trabalhar como assistente virtual requer o uso de diversas ferramentas para gestão de tempo, projetos e comunicação. Você pode conferir esse assunto detalhadamente em As Ferramentas Como Aliadas na Produtividade e Gestão no dia-a-dia de uma AV. 

Algumas ferramentas populares possuem pacotes gratuitos, mas com recursos limitados. Já os pacotes pagos costumam oferecer mais funcionalidades. Alguns exemplos:

– O Trello tem versões gratuitas e pagas com mais recursos para equipes maiores. 

– O Slack possui uma versão gratuita, mas a versão paga inclui mais integrações e armazenamento de mensagens.

– O Zoom tem um plano básico gratuito e planos pagos com mais participantes, duração das reuniões e recursos.

– A Asana e o Monday possuem versões gratuitas com recursos básicos, sendo as versões pagas mais completas.

Muitas ferramentas também oferecem testes grátis por um período determinado. Isso permite testar os recursos antes de decidir pela versão paga.

8- Como definir o preço do seu trabalho?

– Avalie seus custos: equipamentos, software, despesas de trabalho.

– Entenda o nível de experiência e habilidades que você possui.

– Avalie a importância dos resultados gerados para o cliente.

– Avalie os preços de mercado, ou seja valores cobrados por outros assistentes virtuais.

Defina uma taxa mínima para cobrir custos da sua operação, esse é um bom ponto de partida para seu valor final. Fazer uma pesquisa de mercado ajuda a ter noção de preços.

9- Como fechar e negociar um contrato com um cliente?

– Explique de forma clara seus preços e o que eles incluem.

– Mostre confiança no valor do seu trabalho.

– Seja flexível, mas evite trabalhar por muito menos do que vale.

– Ofereça descontos para projetos de longo prazo ou clientes frequentes.

– Argumente os benefícios que seu serviço trará.

– Negocie, mas saiba dizer não se o preço for inviável.

10- Onde encontrar clientes?

Redes sociais, indicações e networking

As redes sociais são ótimas para fazer contatos, interagir e se aproximar das pessoas. Procure grupos e comunidades nas redes sobre o seu nicho de atuação para divulgar o seu trabalho. 

Peça indicações para amigos, familiares e antigos colegas de trabalho. Participe de eventos e encontros para ampliar sua rede de networking. 

Sites e comunidades especializadas

Existem diversos sites e comunidades online especializadas em trabalhos freelance. Neles você consegue se cadastrar e receber propostas de projetos de clientes que buscam prestadores de serviço. 

Alguns exemplos são Workana, GetNinjas, Freelancer, Upwork, entre outros. Vale a pena se inscrever nesses sites, preencher seu perfil da melhor forma e ficar atenta às oportunidades.

Quanto maior e mais qualificada for sua rede, mais chances de ser indicada e conseguir clientes.

11- Qual atividade de MEI se encaixa com a Assistência Virtual?

Essa informação está explicada em detalhes no vídeo Tudo sobre MEI, preparado especialmente para esclarecer tudo sobre como cuidar do seu negócio.

12- O que é mais importante habilidade técnica ou comportamento na carreira de AV?

Muitas pessoas acham que para ser assistente virtual basta ter conhecimento técnico. Mas na verdade, as habilidades comportamentais são tão ou mais importantes que as técnicas, e exigem maior autoconhecimento e esforço contínuo para serem aprimoradas

Isso porque boa parte do trabalho envolve comunicação, relacionamento interpessoal e gerenciamento próprio. Por isso, ter disciplina, ser organizado e saber se comunicar bem, pode fazer toda diferença no dia a dia.

A carreira de assistente virtual oferece diversos benefícios financeiros e qualidade de vida que podem ser difíceis de alcançar em empregos tradicionais.

Trabalhar online é o presente e o futuro.

Comenta aqui abaixo se você se identifica com esse estilo de vida, e se possui mais alguma dúvida sobre a profissão de Assistente Virtual.

O que uma Assistente Virtual faz?

Uma assistente virtual é uma profissional autônoma, empreendedor, que trabalha de forma remota prestando serviços e suporte  que podem ser administrativos, financeiros ou de secretariado para indivíduos, equipes e empresas. 

Ela é contratada para assumir uma ampla variedade de responsabilidades que permitam que seu contratante, seu cliente, foque em atividades mais estratégicas e específicas do seu negócio.

Descubra 50 serviços que você pode oferecer como assistente virtual.

 

As principais áreas de atuação de uma assistente virtual incluem:

– Administrativo: agenda, e-mails, contatos, organização de arquivos, gerenciamento de projetos, preparação de apresentações e documentos.

– Financeiro: emissão de notas fiscais, controle de fluxo de caixa, conciliação bancária, follow up de pagamentos. 

– Secretariado: atendimento telefônico, interface com clientes, agendamento de reuniões e viagens.

Diferente de uma secretária tradicional, a assistente virtual trabalha remotamente, muitas vezes com contratantes de diversos locais e segmentos. 

Ela precisa ser pró-ativa, autônoma e ter disciplina para cumprir prazos e entregar resultados mesmo à distância. 

Sua expansão de funções permite customizar seus serviços para as necessidades específicas de cada cliente, e isso traz uma oportunidade de atuar de diferentes formas em mais de um projeto.

 

Habilidades essenciais em Assistente Virtual

Uma Assistente Virtual precisa ter uma ampla gama de habilidades para executar bem seu trabalho. Aqui estão algumas das principais:

→ Organização e gerenciamento de processos: Uma Assistente Virtual lida com muitas tarefas e deadlines diferentes para vários clientes. Ela precisa ser super organizada, com ótimas habilidades de gerenciamento de tempo e projetos, para manter tudo nos trilhos. Ferramentas como Trello, Asana e Excel ajudam a organizar processos.

→ Conhecimento administrativo e financeiro: Lidar com planilhas, documentos, apresentações, e-mails e tarefas administrativas faz parte da rotina de uma Assistente Virtual. Conhecimentos de finanças, contabilidade e recursos humanos também são úteis.

→ Boa comunicação e trabalho em equipe: Interagir com clientes, fornecedores e outras partes interessadas é essencial no dia a dia. Precisa saber se comunicar com clareza e eficiência, por escrito e verbalmente. Trabalhar bem em equipe também é importante quando atua para vários clientes.

 

O que é Social Media?

Social Media são as plataformas e canais online usados para compartilhar conteúdo e se conectar com as pessoas. Os profissionais de Social Media gerenciam as contas de redes sociais de uma empresa ou marca, criando e compartilhando conteúdo para promover a presença online, aumentar o alcance, engajamento e tamanho do perfil com o objetivo final de impactar no número de vendas do negócio e no faturamento. 

Há alguns anos conversei com Rejane Toigo sobre a diferença entre ambas as profissões, e embora algumas coisas tenham melhorado – e muito -, ainda vale a pena assistir esse material para entender essas profissões por quem vive elas no dia-a-dia: Social Media x Assistente Virtual| CAMILE JUST E REJANE TOIGO

As principais responsabilidades de um profissional de Social Media incluem:

– Gerenciar as contas de redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, YouTube etc. Isso envolve postar conteúdo regularmente, interagir com os seguidores por meio de comentários e mensagens, monitorar menções e responder dúvidas.

– Desenvolver linha editorial dos perfis do cliente.

– Criar planejamento de conteúdos estratégico. O Social Media é o profissional que entende o tom de voz, técnicas de copywriting e branding para criar e posicionar o conteúdo da marca.

– Criar conteúdo envolvente como textos, fotos, vídeos, stories, lives etc. O conteúdo precisa ser alinhado à estratégia de marketing digital da empresa. 

– Analisar métricas e resultados para entender o que funciona e o que precisa ser melhorado. Isso envolve verificar alcance, engajamento, leads e vendas geradas pelas redes sociais.

– Desenvolver estratégias para aumentar seguidores e engajamento nas redes sociais. O profissional precisa planejar ações promocionais, parcerias, sorteios, lives etc. 

– Interagir diariamente com os seguidores respondendo perguntas, ouvindo feedback, fazendo enquetes, incentivando o compartilhamento de conteúdo etc. O público precisa se sentir ouvido e valorizado.

– Manter-se atualizado sobre novas funcionalidades, tendências e boas práticas nas redes sociais. Essas plataformas estão em constante atualização.

– Representar a marca de forma positiva e consistente nas redes sociais. Todo o conteúdo e interações precisam reforçar a identidade e valores da empresa.

– Conhecimento sobre funil de vendas digital, gestão de tráfego, automação de marketing e estratégias de engajamento.

 

Habilidades essenciais em Social Media

As habilidades essenciais para se destacar como um profissional de Social Media incluem:

→ Facilidade com redes sociais e ferramentas de design: Um bom profissional de Social Media precisa ter intimidade com as principais redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, etc. Além disso, é essencial ter habilidade no uso de ferramentas de design como Canva e Photoshop para criar conteúdo visual atraente.

→ Criatividade e estratégia de conteúdo: É preciso criatividade, agilidade e perspicácia para desenvolver conteúdo envolvente que conquiste a audiência. Isso envolve planejamento estratégico para entender quais formatos de conteúdo – como vídeos, fotos, infográficos, memes, etc – funcionam melhor para cada rede social e público-alvo, e também técnica.

→ Entendimento de SEO e analytics: O profissional precisa entender como otimizar o conteúdo para mecanismos de busca (SEO), além de saber usar ferramentas de analytics para medir o desempenho do conteúdo e identificar oportunidades de melhoria. Isso requer habilidade analítica.

Independente da carreira, vale ressaltar que soft skills complementam o hard skills técnicos na formação de uma excelente Assistente Virtual ou um Social Media, e que ter habilidades como foco, proatividade, flexibilidade, discrição e ética no trabalho são indispensáveis.

Leia também O limite do burnout: Como identificar quando o trabalho está consumindo sua saúde mental?

Comparação de habilidades

Embora as funções de Social Media e Assistente Virtual exigem habilidades semelhantes em alguns pontos, como boa comunicação, organização e trabalho em equipe, também há competências específicas para cada área.

Um profissional de Social Media precisa ter uma compreensão aprofundada das diferentes redes sociais, seus algoritmos e melhores práticas para engajamento. 

Ele deve ser capaz de criar conteúdo em diversos formatos, monitorar métricas e otimizar estratégias, ou seja, replicar o que performou no perfil, e parar ações que não tiveram bom resultado.

Já um Assistente Virtual deve ser altamente organizado e proativo. Ele precisa ter capacidade multitarefa, ser detalhista e saber priorizar demandas. Habilidades administrativas, financeiras e com ferramentas de produtividade costumam ser necessárias. 

Enquanto Social Media exige criatividade e estratégia de marketing, Assistente Virtual prioriza execução e resolução de problemas. 

O primeiro cria tendências e conecta, o segundo viabiliza processos e garante entregas. Ambos colaboram para o sucesso de uma empresa, trazendo expertise complementares.

As monitoras da Formação em Assistente Virtual esclareceram muitas dúvidas sobre a profissão, basta clicar AQUI e assistir.

E aí, com qual carreira você se identificou mais? Comenta esse artigo, queremos saber se a diferença entre as profissões ficou clara para você, afinal, te ajudar a escolher o melhor para o seu futuro profissional é uma meta do CSAV.

A realidade que enfrentamos atualmente é marcada por transformações rápidas e, às vezes, desafiadoras. 

Quem poderia prever há uma década atrás que estaríamos imersos em uma rotina tão frenética e em constante evolução como a de hoje? Com tanta tecnologia e tantas novas possibilidades que surgem quase que instantaneamente.

A transformação que ocorreu na última década é tão forte, que retrata inclusive a ascensão na vida financeira de uma maior parte da população. 

Pesquisas revelam que nunca foi tão fácil fazer dinheiro. A expectativa é que somente o Brasil dobre o número de milionários até 2026, indo de 266 mil milionários em 2021 para 572 mil. As informações vêm do relatório ‘Global Wealth Report 2022’, do banco Credit Suisse.

Um olhar atento ao nosso redor revela essa realidade incontestável: estamos em meio a um oceano de mudanças constantes. 

E se olharmos bem para esse prisma, junto ao ditado popular “mar calmo nunca fez bom marinheiro”, conseguimos traduzir o exato momento que o mercado de trabalho e as profissões vivem, com o contraste do choque desse encontro das gerações Y e Z.

As relações de trabalho, em particular, têm sofrido uma evolução significativa devido aos avanços tecnológicos e às novas formas de interação humana. 

A necessidade de se adaptar às tendências, perspectivas e objetivos de uma nova geração de trabalhadores levou a mudanças fundamentais nas condições de trabalho. 

Hoje, mais do que nunca, a nova geração busca reconhecimento e satisfação pessoal, transcendendo a antiga noção de cargos e salários.

 

A Evolução das Carreiras ao Longo das Gerações

Olhando para trás, na história do mundo do trabalho, vemos uma série de transformações nas percepções, ideias e ambições de cada geração. A estabilidade no passado estava intrinsecamente ligada à lealdade a uma empresa, e construir uma carreira bem-sucedida significava muitas vezes servir a um único empregador por anos a fio.

Mas as gerações Y e Z trouxeram uma nova dinâmica ao cenário de trabalho. 

Estes profissionais modernos não seguem mais os princípios de suas gerações anteriores em relação às relações de trabalho. 

Eles buscam oportunidades inovadoras, frequentemente deixando para trás a burocracia e as formalidades em busca de reconhecimento por seu trabalho, esforço e dedicação.

A dinâmica do mercado de trabalho tem passado por transformações notáveis nas últimas décadas, impulsionadas em grande parte pelas características distintas das gerações Y (Millennials) e Z (Centennial, ou pós millennial). 

Estas gerações, nascidas respectivamente entre os anos de 1980 a 1994 e de 1995 a 2010, trouxeram novos valores, expectativas e abordagens ao conceito de carreira, redefinindo o significado de sucesso profissional. 

 

Geração Y – Os Pioneiros da Mudança

A Geração Y, também conhecida como Millennials, foi a primeira a desafiar as normas tradicionais de carreira estabelecidas pelas gerações anteriores. Eles entraram no mercado de trabalho durante uma época de grandes avanços tecnológicos e mudanças econômicas, o que influenciou significativamente suas perspectivas de carreira.

Geração Z – Reinventando o Futuro do Trabalho

A Geração Z está começando a entrar no mercado de trabalho e já está deixando sua marca. Eles cresceram em um mundo hiperconectado, com acesso ilimitado à informação e uma compreensão intrínseca da tecnologia.

As gerações Y e Z trouxeram novos desafios e oportunidades ao mundo do trabalho. Enquanto a Geração Y abriu o caminho para uma abordagem mais flexível e significativa da carreira, a Geração Z está moldando um futuro onde a tecnologia, a independência e a responsabilidade social desempenham papéis cruciais. 

Entender essas mudanças é essencial para empresas que buscam atrair e reter talentos, assim como para indivíduos que procuram navegar com sucesso neste cenário em constante evolução.

Leia também: Equilíbrio e Sucesso: Como a Saúde Mental Revoluciona a Carreira de uma Assistente Virtual? 

Por isso, o trabalho remoto, ou mesmo o híbrido ganham tanto destaque e criam cada vez mais oportunidades para quem busca essa liberdade na carreira, originada pelo resultado do encontro das gerações Y e Z.

 

A aceleração do trabalho remoto

De acordo com um estudo da McKinsey, a pandemia acelerou a aplicação de muitas tendências relacionadas ao trabalho remoto, e-commerces e automação, aumentando em mais de 25% do que o originalmente era estimado. 

Conforme dados divulgados pela Forbes coletados por toda Europa, 87% dos profissionais não desejam mais trabalhar em um escritório no formato full-time, e cerca de 45% afirmam que, se não fosse necessário, não pisariam em um escritório novamente.

Outro ponto relevante sobre as expectativas do futuro do trabalho está relacionado ao formato que os profissionais visualizam suas carreiras: há uma busca cada vez maior por um propósito de trabalho. 

E por esse motivo a carreira de Assistente Virtual cresce tanto nos últimos  anos.

A assistência virtual revolucionou a gestão empresarial, permitindo que empreendedores e empresas deleguem uma variedade de atividades, como gestão de agendas, contratação de colaboradores e controle de contas, a um profissional à distância. 

Isso não apenas simplifica as operações do dia a dia, mas também libera os empresários para se concentrarem nas estratégias do negócio, contando com a garantia de um parceiro essencial para a organização e eficiência da empresa.

 

A história de Roberta Borges 

“O Teto de Cristal do mundo corporativo não poderia mais limitar meu crescimento.”

Essa frase é impactante e com certeza vai chamar a sua atenção, afinal, talvez a história da Roberta seja capaz de traduzir o momento que você tem vivido na sua carreira.

Roberta Borges atuou como secretária executiva por 8 anos, até perceber que não tinha muita chance para crescer, principalmente financeiramente, o local de trabalho na época era limitado. Será que você se identifica?

Será que você teria a coragem que ela teve quando pediu demissão após 8 anos de trabalho e uma tal de estabilidade?

Se isso chama a sua atenção, você também precisa ler Como o Seu Trabalho de BPO Financeiro Pode Salvar Uma Empresa da Falência? 

O bilionário brasileiro Flávio Augusto, é muito assertivo quando ele fala que estabilidade não existe. E isso fez parte do entendimento da Roberta.

Desde muito cedo, ela sonhava em ser uma profissional de sucesso, só não imaginava que seria como empreendedora que ela poderia realizar isso. Até o dia que ela encontrou o mundo das AVs e decidiu aprender tudo sobre a carreira.

Logo de cara ela se identificou com serviços administrativos e financeiros. E aqui aconteceu o grande ponto de inflexão, a virada de chave na vida dela.

Da profissional limitada, ela deu vida ao próprio negócio, a Eficience Serviços Remotos, e que foi pensada para trazer soluções eficazes para pequenas e médias empresas que desejam reduzir custos e profissionalizar seus processos. 

E o resultado dessas decisões todas da Roberta refletem em um faturamento mensal de pelo menos R$ 20.000,00 reais por mês, e o mais importante de tudo, ela conquistou a liberdade de ser dona da própria agenda. O reconhecimento dela se tornou tão forte, que ela até foi parar na televisão, no Programa Pequenas Empresas Grandes Negócios.

Descubra mais sobre Como construir uma carreira remota como BPO Financeiro.

É bom ou não é? É possível ou não é?

Se você chegou até aqui, é porque quer uma mudança de verdade, quer trazer todo esse novo cenário do mercado de trabalho o quanto antes para sua vida. Portanto, preste atenção, porque você pode ser a próxima Roberta.

Se você quiser sair na frente com a sua carreira e já direcionar para o caminho certo, o curso de BPO Financeiro vai te ajudar nesse processo. 

Além de poder atender clientes potenciais e receber pelo menos R$2.500 por cada um deles, você também aprende tudo o que é importante para construir a sua autoridade na carreira como AV.

Não perca essa oportunidade de aprender com os melhores e avançar em sua carreira de assistente virtual e BPO financeiro! Garanta já sua inscrição no botão abaixo:

Se inscreva aqui!

Um abraço, e até a próxima.

Você sabia que a profissão de assistente virtual está em forte ascensão, com um mercado cada vez mais ávido por esses profissionais? 

Se você está considerando se tornar um assistente virtual, provavelmente está curioso sobre quais serviços são os mais procurados e quanto essas atividades podem te remunerar. 

Você já se perguntou até onde pode ir como assistente virtual? Há um limite para os serviços que você pode oferecer? 

Em uma profissão tão diversa e dinâmica, definir o que você pode e deve fazer para seus clientes pode parecer um enigma.

Mas, aqui está a verdade: a resposta não está em uma lista infinita de tarefas, mas na compreensão profunda do seu potencial e na adaptação às necessidades únicas de cada cliente.

Ou seja, para se aventurar nessa carreira, você vai precisar ouvir o que o seu cliente tem a dizer, e onde ele precisa da sua verdadeira ajuda.

Esse é o pontapé inicial para qualquer projeto ser bem sucedido. Mas antes de mais nada, é importante olhar bem para tudo o que envolve essa profissão.

Assista também Quais serviços uma ASSISTENTE VIRTUAL pode oferecer?

O que é um Assistente Virtual?

Esta profissão pode ser considerada nova no Brasil, mas tem ganhado popularidade, uma vez que muitas empresas migraram para o home office, ou adotaram modelos híbridos e não pretendem voltar para o modelo presencial tradicional, ou irão retornar com uma equipe mais enxuta. 

Neste cenário, a assistência virtual surgiu para ajudar empreendedores ou empresas a gerirem diversas atividades à distância, desde cuidar da agenda de empresários até a contratação de colaboradores, controle de contas, entre outras atividades.

Isso facilita a vida de empresários que desejam ter mais tempo para focar nas estratégias do negócio, com a segurança de um profissional que vai ser uma parceria indispensável para manter a organização da empresa.

O que um assistente virtual faz?

Um grande diferencial da profissão de assistente virtual é que ela se molda aos conhecimentos de cada profissional. 

Por exemplo, pode ser que você tenha trabalhado por um longo período como secretária e tenha experiência na área. Ou trabalhou como auxiliar ou assistente administrativo e entende muito sobre a rotina de escritório. Ou, ainda, tem experiência com vendas, e poderá usar suas experiências desempenhando tarefas comerciais. 

O universo para atuar como assistente virtual é extremamente amplo e cheio de possibilidades, confira aqui as 50 tarefas que uma Assistente Virtual pode fazer.

Enfim, suas habilidades podem ser seu maior diferencial na carreira.

É importante ressaltar que os valores por serviços podem variar de acordo com a região e o mercado. Porém, os exemplos a seguir servem como referência para lhe dar uma ideia geral sobre as possibilidades.

1. Gestão de contratos:

Com a pandemia, os softwares virtuais para emissão de contratos se tornaram populares, facilitando a vida dos empreendedores. 

No entanto, essas ferramentas ainda não desabilitam o trabalho humano na coleta de dados, envio de contratos para todas as partes envolvidas, entre outras tarefas. 

É aí que os assistentes virtuais entram em cena, auxiliando na coleta de informações, garantindo a assinatura de todos, realizando o arquivamento do contrato, dentre outras atividades relacionadas. 

2. Atendimento ao cliente:

Os avanços tecnológicos permitiram que as empresas incorporassem o WhatsApp como uma ferramenta essencial de atendimento ao cliente. Para realizar um bom atendimento, muitas empresas procuram assistentes virtuais capazes de responder rapidamente às comunicações, enviar orçamentos, realizar fechamentos de negócios e outras atividades relacionadas ao suporte do cliente. 

3. Secretariado empresarial ou pessoal:

Muitas empresas e profissionais procuram assistentes virtuais para organizar eventos, reuniões e compromissos. Além disso, eles podem ser responsáveis ​​pelo atendimento telefônico, participação e criação de atas em reuniões, dentre outras tarefas administrativas. 

4. Financeiro:

A gestão das finanças de uma empresa é uma tarefa fundamental, mas que pode consumir muito tempo. 

Assistentes virtuais podem auxiliar na administração de contas, pagamento de subsídios, levantamento de documentos, planejamento financeiro, elaboração de orçamentos, entre outras funções

Inclusive, no blog está disponível o artigo O que uma Assistente Virtual Precisa para Atuar na Área Financeira e que traz tudo o que você precisa saber especificamente sobre a atuação na área financeira.

5. Comercial:

Assistentes virtuais podem ser responsáveis ​​pela parte de atendimento ao cliente, vendas, pós-venda e suporte, constituindo uma verdadeira extensão da equipe comercial. 

6. Marketing digital:

Se você domina as mídias sociais ou está interessado em desenvolver habilidades na área do marketing digital, pode oferecer esse serviço aos seus clientes como assistente virtual. Isso inclui atualização das redes sociais, monitoramento da concorrência, interação com o público, entre outras atividades relacionadas. 

7. Recursos Humanos:

Nessa área, os assistentes virtuais ajudam com a triagem de currículos, agendamento de entrevistas, realização de pesquisas de candidatos, elaboração de contratos e outras tarefas relacionadas à gestão de recursos humanos.

8. Organização de Eventos: 

Assistentes virtuais podem coordenar eventos, sejam presenciais ou virtuais. Isso inclui pesquisa de fornecedores, reserva de locais, solicitação de orçamentos, logística logística e outras atividades possíveis para o sucesso de um evento.

Para cuidar da sua carreira e produtividade, leia também As Ferramentas Como Aliadas na Produtividade e Gestão no dia-a-dia de uma AV.

Agora que você conhece os principais serviços procurados e seus valores médios, é a hora de aproveitar as oportunidades e se especializar nas áreas que mais lhe atraem. 

Importante ressaltar que todas as informações aqui fornecidas são apenas referências, pois os valores reais podem variar de acordo com a localidade e a experiência do assistente virtual.

Checklist de habilidades fundamentais para carreira de Assistente Virtual

Já se perguntou até onde pode ir como assistente virtual, será que há um limite para os serviços que você pode oferecer? 

O mundo dos assistentes virtuais não é uma bagunça desorganizada, nem um refúgio temporário para quem está entre empregos e não sabe para onde seguir. É um campo profissional que exige preparo e habilidade. 

Você pode pensar que realizar tarefas simples como escrever um e-mail é trivial, mas será que é realmente assim? 

Sem treinamento e consistência para aprimorar suas habilidades, até a tarefa mais simples pode se tornar um grande desafio.

Cada um de nós tem forças e fraquezas. Reconhecer isso não é uma limitação, mas uma oportunidade de focar no que você faz de melhor.

Existem muitas vantagens em se tornar um AV, leia também O serviço que todas as empresas precisam e poucos profissionais oferecem.

Se você deseja se tornar um Assistente Virtual, aqui estão algumas etapas que você pode seguir

Identifique suas habilidades e áreas de interesse: Pense em suas habilidades existentes e determine quais tarefas você pode realizar de forma eficaz como Assistente Virtual. 

Considere também os setores ou indústrias que mais lhe interessam.

Informe-se sobre as demandas do mercado: Especifique quais são as principais necessidades e demandas dos empresários e empresas na área em que você pretende atuar. 

Isso pode ajudá-lo a se posicionar como especialista em uma área específica.

Adquira as habilidades possíveis: Se necessário, busque aprimoramento em áreas específicas por meio de cursos ou treinamentos online. Isso pode ajudá-lo a desenvolver suas habilidades e aumentar sua vantagem como Assistente Virtual.

Crie seu portfólio: Monte um portfólio com exemplos de trabalhos anteriores, projetos concluídos ou recomendações de clientes anteriores. Isso pode ajudá-lo a conquistar a confiança de clientes em potencial.

Promova seus serviços: Crie um site ou uma página nas redes sociais para promover seus serviços como Assistente Virtual. Utilize estratégias de marketing digital para atrair clientes em potencial.

Esteja preparado para a colaboração remota: Tenha um ambiente de trabalho adequado em casa, com boa conexão à internet e as ferramentas e softwares necessários para realizar suas tarefas de forma eficiente.

O sucesso de um assistente virtual não se mede pela quantidade de serviços oferecidos, mas pela capacidade de se adaptar e entregar exatamente o que o cliente precisa. 

Essa adaptação pode ser um desafio, mas também é uma arte. E por isso, você precisa ler Como construir uma carreira remota como BPO Financeiro.

Dentre todas as oportunidades para quem trabalha como AV, a área financeira é uma das mais poderosas. Se você quiser sair na frente com a sua carreira e já direcionar para o caminho certo, o curso de BPO Financeiro vai te ajudar nesse processo. 

Além de poder atender clientes potenciais e receber pelo menos R$2.500 por cada um deles, você também aprende tudo o que é importante para construir a sua autoridade na carreira como AV.

Não perca essa oportunidade de aprender com os melhores e avançar em sua carreira de assistente virtual e BPO financeiro! Garanta já sua inscrição no botão abaixo:

Se inscreva clicando aqui!

Um abraço, e até a próxima.

A terceirização de financiamento por meio de modelos de terceirização de processos de negócios (BPO) permite que as empresas aproveitem conhecimentos especializados e recursos de mão de obra remotamente. Isso os ajuda a melhorar a eficiência e a concentrar os recursos internos nas operações principais. 

As pequenas empresas e as startups são especialmente beneficiadas, pois obtêm acesso a uma gestão financeira sofisticada normalmente reservada às grandes empresas.

Os profissionais também podem aproveitar essa tendência, fornecendo serviços financeiros remotos como especialistas. 

O modelo de terceirização cria novas oportunidades para aproveitar habilidades e experiência financeira para atender clientes virtualmente.

A tendência para o trabalho remoto acelerou rapidamente nos últimos anos. Segundo diversas pesquisas disponibilizadas ano passado, cerca de 12,7% dos funcionários em tempo integral agora trabalham em casa, enquanto 28,2% trabalham em um modelo híbrido em 2023. 

Existem inúmeros benefícios que impulsionam esta mudança, especialmente para a terceirização de funções comerciais importantes, como finanças e contabilidade.

Para entender o universo do BPO Financeiro, assista o vídeo BPO Financeiro na prática.

Então, como construir com sucesso uma carreira em serviços financeiros remotos por meio da área financeira de BPO, e quais os serviços que pode oferecer?

 

Contas a pagar e a receber

O gerenciamento de contas a pagar e a receber é uma importante área de foco para serviços financeiros terceirizados. Isso inclui tarefas importantes como processamento de faturas, cobrança de pagamentos e extratos de clientes.

O processamento de faturas envolve o recebimento, revisão, aprovação e pagamento de faturas de fornecedores. Requer atenção aos detalhes para validar os valores das faturas e garantir o pagamento pontual de acordo com os termos do contrato.

A cobrança de pagamentos envolve o envio de faturas aos clientes, rastreamento de pagamentos, envio de lembretes e reconciliação de contas a receber. É importante manter os extratos dos clientes atualizados e facilitar os pagamentos pontuais dos clientes.

A terceirização de contas a pagar e a receber fornece supervisão constante desses processos financeiros cruciais. 

Também permite que as empresas aproveitem as tecnologias mais recentes, como automação e análise, para maximizar a eficiência e o fluxo de caixa.

 

Relatório financeiro

Os relatórios financeiros envolvem a geração de demonstrações financeiras padrão mensais, trimestrais e anuais para uma empresa ou organização. A terceirização de relatórios financeiros permite que as empresas acessem conhecimentos financeiros e habilidades de relatórios sem a necessidade de contratar pessoal em tempo integral. 

Existem vários benefícios importantes na terceirização de relatórios financeiros:

Relatórios mensais, trimestrais e anuais detalhados: As equipes profissionais de serviços financeiros têm as habilidades necessárias para compilar relatórios financeiros em uma programação recorrente, proporcionando uma visão atualizada do desempenho financeiro. Isso pode incluir demonstrações de resultados, balanços, demonstrações de fluxo de caixa e outros relatórios personalizados.

Análise financeira: fornecer análises criteriosas de relatórios financeiros, identificando tendências, índices ou mudanças que possam impactar decisões estratégicas. Esta análise de alto nível é difícil de conseguir internamente sem conhecimentos contabilísticos significativos.

Ao aproveitar os serviços terceirizados de relatórios financeiros, as empresas e os proprietários de negócios podem gastar menos tempo gerando relatórios e mais tempo analisando o desempenho e tomando decisões informadas. 

Os relatórios financeiros são essenciais, mas demorados, tornando-os uma função ideal para terceirizar para especialistas financeiros dedicados.

 

Reconciliações bancárias

A realização de reconciliações bancárias regulares é um processo importante para qualquer empresa que presta serviços financeiros remotos. 

As reconciliações bancárias comparam o saldo do extrato bancário com o saldo apresentado nos registros contábeis da empresa. Isso ajuda a identificar quaisquer discrepâncias entre os dois. Normalmente, as reconciliações devem ser feitas diariamente ou mensalmente.

Para clientes de pequenas empresas, as reconciliações diárias permitem detectar erros rapidamente. As reconciliações mensais ainda são úteis para garantir a precisão. 

Ao fazer a reconciliação, combine cuidadosamente cada transação no extrato bancário com as transações registradas no sistema contábil. As transações que aparecem no extrato bancário, mas não nos registros contábeis, podem indicar entradas ausentes. 

As transações que aparecem nos registros contábeis, mas não no extrato bancário, podem representar cheques que ainda não foram compensados.

Se forem encontradas discrepâncias, o provedor de serviços financeiros remotos poderá pesquisá-las e determinar a causa. Podem ocorrer diferenças devido a atrasos, taxas bancárias, entradas omitidas ou erros de entrada de dados. 

Ao identificar e resolver discrepâncias através de reconciliações bancárias regulares, você garante que os registros contábeis reflitam a verdadeira posição de caixa e que cada transação seja contabilizada adequadamente. Isto evita problemas futuros e mantém a credibilidade das demonstrações financeiras.

 

Folha de pagamento

O processamento da folha de pagamento é um dos serviços mais comuns fornecidos pelo BPO financeiro. Isso inclui calcular pagamentos e deduções para funcionários, gerar recibos de pagamento, processar depósitos diretos e preencher os pagamentos de impostos necessários. 

À medida que as empresas buscam reduzir custos indiretos e encargos administrativos, a terceirização da folha de pagamento é uma opção atraente.

Ao fornecer serviços de folha de pagamento, você precisará coletar todas as horas trabalhadas e informações salariais, calcular rendimentos, aplicar impostos e deduções, gerar recibos de pagamento e processar pagamentos. Grande atenção aos detalhes é crucial para evitar erros na folha de pagamento. Você também pode precisar apresentar declarações trimestrais de imposto sobre a folha de pagamento, W-2s e outros documentos necessários. O conhecimento das leis e regulamentos fiscais regionais é essencial.

Além do processamento da folha de pagamento, os serviços geralmente incluem a geração de recibos de pagamento para cada funcionário. 

Os recibos de pagamento devem mostrar claramente as horas trabalhadas, a taxa de remuneração, os rendimentos brutos, todas as deduções e impostos retidos, o pagamento líquido e os totais acumulados no ano. 

Os funcionários contam com recibos de pagamento precisos para seus registros e fins fiscais.

Ao aproveitar a tecnologia e a automação da folha de pagamento, os indivíduos podem fornecer processamento de folha de pagamento e declaração de impostos com eficiência para vários clientes remotamente. 

Como os regulamentos mudam frequentemente, manter-se atualizado sobre os requisitos é fundamental.

 

Orçamento e Previsão

Orçamento e previsão são atividades críticas de planejamento financeiro para as empresas. Profissionais que prestam serviços financeiros remotos podem auxiliar os clientes na preparação de orçamentos e na realização de projeções.

Os principais aspectos do apoio orçamentário e de previsão incluem:

Para ter sucesso nesta área, os profissionais precisam ter habilidades analíticas, conhecimento de princípios contábeis e habilidade com ferramentas que facilitem o seu trabalho, como o Excel. A construção de orçamentos e previsões precisos ajuda os clientes a tomar decisões de negócios informadas.

 

Outros serviços

Além dos principais serviços financeiros mencionados acima, os profissionais financeiros de BPO podem fornecer outros serviços especializados com base nas necessidades do cliente. Dois exemplos são:

Financiamento de contas a receber Os profissionais de finanças de BPO podem fornecer serviços de financiamento de contas a receber, onde assumem a função de financiar as faturas pendentes de uma empresa. Isto proporciona aos clientes acesso a capital com base em faturas não pagas, permitindo-lhes gerir melhor o fluxo de caixa.

Suporte de auditoria podem ajudar nas auditorias internas e externas reunindo a documentação necessária, preparando relatórios e ajudando a coordenar o processo de auditoria. A sua experiência e posição terceirizada podem fornecer uma perspectiva independente para apoiar auditorias.

Identificar e fornecer serviços especializados como esses permite que os profissionais financeiros de BPO agreguem maior valor e se tornem um parceiro estratégico para seus clientes. A chave é compreender as necessidades exclusivas do cliente e adaptar os serviços de acordo.

 

Habilidades necessárias

Fornecer serviços financeiros remotos de alta qualidade requer competências e habilidades especializadas. Algumas das principais habilidades necessárias para o sucesso neste campo incluem:

Atenção aos detalhes

Com acesso a dados e documentos financeiros confidenciais, é crucial uma atenção meticulosa aos detalhes. Os profissionais de serviços financeiros precisam analisar cuidadosamente relatórios, faturas, extratos bancários e muito mais para identificar quaisquer erros ou discrepâncias. Verificar seu trabalho e ter fortes habilidades na entrada de dados resultará em maior precisão.

Habilidades de comunicação

Embora o trabalho remoto envolva menos contato presencial direto, as habilidades de comunicação ainda são vitais. Você precisa se corresponder regularmente com os clientes por telefone, e-mail e outros canais para discutir necessidades, compartilhar atualizações e resultados. As habilidades de escrita permitem que você crie relatórios e e-mails profissionais.

Conhecimento da indústria

Compreender as melhores práticas e princípios em contabilidade, escrituração contábil, folha de pagamento e outros serviços financeiros relevantes demonstra sua experiência. 

Manter-se atualizado sobre os softwares, regulamentações e padrões mais recentes em sua especialidade por meio do aprendizado contínuo é fundamental. 

O conhecimento de um setor ou nicho específico também pode ajudar a atrair os clientes certos.

 

Construindo confiança

Construir a confiança dos clientes é crucial ao fornecer serviços financeiros remotos. Como você lida com tarefas e dados financeiros confidenciais, os clientes precisam ter total confiança em suas habilidades.

Aqui estão algumas maneiras principais de construir a confiança dos clientes:

Ao demonstrar confiabilidade em manter os dados seguros, cumprir os cronogramas e comunicar-se com frequência, você pode construir uma forte confiança com os clientes ao longo do tempo. Isso levará a relacionamentos duradouros e ao crescimento dos negócios.

Leia também, O serviço que todas as empresas precisam e poucos profissionais oferecem.

Para começar a fornecer serviços financeiros remotos, você deve decidir como estruturar e comercializar seus serviços. Alguns passos a seguir:

Crie pacotes de serviços claros – Defina os serviços específicos que você fornecerá, preços e prazos de entrega. Isso permite que você comercialize ofertas de preço fixo aos clientes, em vez de serviços por hora.

Considere obter treinamento e certificações – Programas como o curso Certified Bookkeeper suas habilidades e conhecimentos para clientes em potencial.

Comece com uma área de especialização de nicho. Foque em entender bem as demandas e tudo o que engloba determinado nicho. Esse foco  ajuda a atrair os clientes certos.

Se quiser entender como prospectar e conquistar seus clientes, leia também Como Conseguir Seus Primeiros Clientes: Estratégias de Prospecção para Serviços Financeiros.  

Seja paciente, mas persistente na divulgação. Leva tempo para construir sua reputação e a base de clientes no início, mas eu te garanto que vale a pena. Liberdade de tempo, autonomia dos processos e aumento da remuneração são apenas alguns dos vários benefícios da área.

Para saber mais sobre as melhores estratégias de prospecção, te convido a participar do evento 100% online e gratuito: Segredos do Financeiro.

No evento, você vai descobrir como conquistar os melhores clientes e receber R$2.500 por cada um deles.

Não perca essa oportunidade de aprender com os melhores e avançar em sua carreira de assistente virtual e BPO financeiro! Garanta já sua inscrição em Segredos do Financeiro clicando no botão abaixo:

Se inscreva aqui no evento!

Um abraço, e até a próxima.

Uma coisa é certa, para qualquer negócio nascer é preciso um produto ou um serviço que seja possível ser vendido. Uma empresa nasce a partir da receita que é capaz de criar. Mas para esse negócio se manter ativo, crescendo e com lucratividade, a gestão financeira é a chave.

Parece óbvio falar isso, mas por incrível que pareça, para a maior parte dos negócios isso ainda é um enorme desafio, especialmente em negócios menores, como as micro e pequenas empresas.

Um dado alarmante do SEBRAE, divulgado em 2023, e oriundo a partir das bases de dados da Receita Federal e também de pesquisas de campo realizadas entre 2018 e 2021, e entre as empresas fechadas em 2020 aponta informações relevantes. 

Os dados analisados abaixo, são dados oficiais do SEBRAE:

Os resultados apontaram que os MEIs (microempreendedores individuais), têm a maior taxa de mortalidade entre os pequenos negócios, 29% fecham após 5 anos de atividade. 

Já as Micro Empresas, têm taxa de mortalidade intermediária entre os pequenos negócios, 21,6% fecham após 5 anos de atividade. 

As Empresas de pequeno porte têm a menor taxa de mortalidade entre os pequenos negócios, 17% fecham após 5 anos de atividade.

A maior taxa de mortalidade foi verificada no comércio (30,2% fecham em 5 anos) e a menor na indústria extrativa (14,3% fecham em 5 anos).

Dentre os fatores que contribuíram para o fechamento dos negócios, chamam a atenção os seguintes indicativos:

1. Pouco preparo pessoal. Mais de 40% dos entrevistados eram funcionários de empresas privadas antes de abrir seu próprio negócio. Outros 37% eram autônomos sem empresa constituída;

2. Planejamento do negócio deficiente. 17% dizem não ter feito nenhum planejamento e 59% dizem ter feito por no máximo 6 meses; Muitos deixaram de levantar informações relevantes para criar o negócio.

3. Gestão do negócio deficiente. Na “gestão do negócio” as empresas que sobreviveram se mostraram mais ativas, se importando com diferenciação e adaptação de produtos ou serviços, estratégia relevante para a sobrevivência.

Ao analisar esses dados, fica visível a importância da gestão financeira, pois em todas as esferas, ela é fator determinante para uma tomada de decisão, seja na falta de preparo para executá-la, no planejamento que tem impacto direto dela, ou na gestão do negócio.

Os erros cometidos, em sua grande maioria, são básicos. Vamos analisar os mais comuns e nocivos para a saúde de uma empresa.

Erros Comuns na Gestão Financeira

Na gestão financeira empresarial, certos erros, apesar de comuns, podem ter repercussões profundas. Aqui, identificamos três erros frequentes que, embora possam parecer triviais, são capazes de prejudicar significativamente a saúde financeira de uma empresa.

Erro 1: Não Separar as Finanças Pessoais das da Empresa

Um erro crítico que muitos empreendedores cometem é misturar suas finanças pessoais com as da empresa. Isso não apenas dificulta a análise precisa da performance financeira do negócio, mas também pode levar a decisões fiscais equivocadas e problemas com a Receita Federal.

Prática no dia a dia: Um negócio que utiliza os mesmos recursos para gastos pessoais e empresariais pode acabar com uma visão distorcida do seu fluxo de caixa. Isso pode resultar em dificuldades na hora de identificar a rentabilidade real ou na aplicação de estratégias para redução de custos.

 

Erro 2: Ignorar a Importância de um Orçamento

A ausência de um orçamento bem definido pode levar a gastos descontrolados e decisões financeiras mal fundamentadas. Um orçamento serve como um plano para guiar as despesas e investimentos, assegurando que os recursos estejam alinhados com os objetivos de negócio.

Prática no dia a dia: Sem um orçamento, um negócio pode acabar alocando fundos excessivos em áreas menos críticas, enquanto negligencia investimentos em setores essenciais para o crescimento. Por exemplo, um investimento desmedido em publicidade sem um retorno correspondente no aumento de vendas.

Erro 3: Desconsiderar o Fluxo de Caixa

O gerenciamento efetivo do fluxo de caixa é vital para a sustentabilidade de qualquer negócio. Ignorá-lo pode levar à incapacidade de atender compromissos financeiros, mesmo em empresas que aparentam ser lucrativas.

Prática no dia a dia: Um exemplo disso é uma empresa que não acompanha seu fluxo de caixa de perto e acaba descobrindo tarde demais que não possui fundos suficientes para pagar fornecedores ou cumprir com obrigações fiscais, apesar de ter um bom volume de vendas.

Assista o vídeo: BPO Financeiro na prática

O Impacto dos Erros Financeiros na Empresa

A gestão financeira não tem relação apenas com números em uma planilha, ela é o coração pulsante de um negócio. 

Erros financeiros comuns, mesmo que pequenos, podem ter impactos significativos que podem comprometer severamente o negócio, e até levá-lo à falência.

Fluxo de Caixa e Liquidez: Erros como a falha em gerenciar o fluxo de caixa eficientemente podem levar rapidamente a problemas de liquidez. Por exemplo, uma empresa pode descobrir que não tem fundos suficientes para cobrir despesas operacionais imediatas, como pagamento de salários ou fornecedores, apesar de ter vendas saudáveis no papel. 

Isso pode resultar em atrasos de pagamento, acúmulo de dívidas e danos à reputação da empresa.

Decisões Estratégicas Comprometidas: A falta de um orçamento claro pode levar a decisões de investimento mal planejadas. Sem um entendimento claro de onde o dinheiro está sendo gasto, a empresa pode não conseguir identificar áreas que necessitam de investimento ou cortar despesas desnecessárias, prejudicando o crescimento e a competitividade no mercado.

Identificar e corrigir os erros financeiros é apenas o primeiro passo. É necessário implementar boas práticas e estratégias eficazes para transformar a gestão financeira de um negócio. 

Implementação de Boas Práticas

A primeira e mais crucial etapa é estabelecer um orçamento claro e realista. Isso envolve entender todas as fontes de receita e categorizar despesas, permitindo um planejamento financeiro estratégico. 

Manter um registro rigoroso do fluxo de caixa é essencial. Isso não apenas ajuda a evitar surpresas desagradáveis, mas também fornece insights valiosos para tomada de decisão. 

Softwares de gestão financeira podem ser utilizados para monitorar o fluxo de caixa em tempo real, garantindo que a empresa esteja sempre ciente de sua posição financeira.

A tecnologia é uma aliada poderosa na gestão financeira. 

A adoção de sistemas de BPO Financeiro e outras ferramentas digitais pode automatizar tarefas tediosas e propensas a erros, como a reconciliação bancária, que é um processo em que se compara os extratos bancários com a contabilidade interna da empresa. 

Este procedimento de controle interno permite detetar possíveis erros, e fornecer análises e relatórios detalhados para uma melhor compreensão do real estado financeiro do negócio.

Para muitas empresas, especialmente as pequenas e médias, a contratação de um profissional especializado em serviços financeiros, como o BPO Financeiro pode ser um divisor de águas. 

Esses especialistas trazem não só conhecimento e experiência, mas também uma perspectiva externa que pode identificar ineficiências e oportunidades de otimização.

Uma das principais vantagens percebidas do BPO financeiro é a redução de custos. 

Ao terceirizar processos financeiros, a empresa pode reduzir os custos associados à contratação e treinamento de pessoal.

Entenda mais sobre a profissão de BPO lendo o artigo: O serviço que todas as empresas precisam e poucos profissionais oferecem

Oportunidades para Profissionais de BPO Financeiro

A transformação do setor financeiro em um ambiente empresarial não é apenas uma questão de corrigir erros, representa uma oportunidade relevante para profissionais de BPO Financeiro. 

Os serviços que ele pode oferecer dentro da gestão financeira são variados, como por exemplo:

Diagnóstico Financeiro. O BPO Financeiro pode começar por realizar um diagnóstico financeiro abrangente para identificar problemas ocultos. Isso inclui a análise do fluxo de caixa, práticas de orçamento e a separação das finanças pessoais e empresariais.

Com base na análise, estes profissionais podem desenvolver estratégias financeiras personalizadas. Isso pode incluir a implementação de softwares financeiros, aconselhamento sobre planejamento de orçamento e fluxo de caixa, e orientação para a adoção de práticas de gestão financeira eficientes.

Relação Ganha-Ganha entre BPOs e Empresas

O relacionamento entre um BPO Financeiro e uma empresa é profundo e estratégico. 

Enquanto as empresas se beneficiam da expertise e da eficiência aprimorada, os BPOs ganham a oportunidade de expandir sua clientela e reputação. 

Ao delegar tarefas não essenciais a um BPO, as empresas podem direcionar seus recursos internos para suas atividades principais, se concentrando no core business. 

Esse relacionamento pode impactar diretamente na produtividade, porque tanto equipes internas, quanto o próprio gestor do negócio pode se dedicar a atividades estratégicas que impulsionam o crescimento e a inovação da empresa, colocando o talento no lugar certo.

A terceirização de processos rotineiros ou especializados permite que as empresas otimizem seus recursos e se concentrem em áreas onde podem agregar mais valor ao seu negócio.

Se você encontrou valor neste conteúdo e deseja aprofundar seus conhecimentos e habilidades na área de BPO Financeiro, tenho uma oportunidade especial para você. Convido-o a se cadastrar gratuitamente no evento “Segredos do Financeiro”. 

Este encontro oficial, o primeiro de 2024, é sua chance de alavancar sua carreira e começar o ano com estratégias eficazes para crescer profissionalmente.

Não perca a chance de se juntar a nós e aprofundar seu entendimento sobre como a gestão financeira eficiente pode transformar negócios e carreiras. 

Clique no botão abaixo e preencha seus dados para garantir sua vaga.

Segredos do Financeiro

Um abraço e até a próxima!

Foi-se o tempo em que ter uma renda extra estava ligado apenas à venda de acessórios, semi jóias ou bijuterias, e por aí vai. O marketing digital revolucionou também a forma como fazer e ter uma renda extra é vista e também como ela pode impactar na receita mensal de uma casa.

Na área da gestão financeira, uma das principais formas para obter uma renda extra é oferecer serviços de consultoria financeira para pequenas e médias empresas. 

Muitas dessas empresas não possuem um profissional especializado em finanças e, por isso, estão dispostas a pagar por esse tipo de serviço.

Outra estratégia é oferecer serviços de contabilidade para empresas que não possuem um departamento financeiro próprio. 

Esse tipo de serviço pode ser oferecido de forma remota, o que permite que o profissional trabalhe de casa e tenha uma renda extra sem precisar se deslocar para outro local.

Gestão Financeira nas Empresas

A gestão financeira é uma das áreas mais importantes dentro de uma empresa. É ela que garante a saúde financeira do negócio, possibilitando investimentos, expansões e novas oportunidades, assim como, garante a rentabilidade do negócio.

Por isso, é fundamental que as empresas tenham profissionais qualificados e experientes, capazes de gerenciar com eficiência os recursos financeiros da empresa, facilitando categorizar, analisar e projetar o fluxo de dinheiro que entra e sai da empresa. 

Com esse olhar para o financeiro, os riscos são reduzidos e passa a existir um maior controle sobre qualquer situação que possa vir a acontecer, como gastos não esperados ou imprevisibilidades do mercado. Isto é, você saberá a hora certa de aumentar os investimentos ou cortar gastos, para garantir a saúde econômica de um negócio.  

Dentre os profissionais que atuam na área de gestão financeira, os especialistas em BPO financeiro ganham destaque. Esses profissionais são responsáveis por realizar processos financeiros, como contas a pagar e a receber, tesouraria, folha de pagamento, fluxo de caixa, agendamento de boleto, entre outros, de forma terceirizada pelas empresas, ou seja, sem atuar dentro da empresa como funcionário. 

Além de reduzir custos e aumentar a eficiência, o BPO financeiro permite que as empresas foquem em suas atividades principais, garantindo maior produtividade e competitividade no mercado. 

Isso acontece porque geralmente um empreendedor transita por todas as áreas do seu negócio, vai do comercial, ao marketing ao setor de finanças em grande rapidez e escala, porém, essas multifacetas por muitas vezes acabam cobrando dele um processo em que ele não enxerga detalhes importantes e que podem se tornar problemas no longo prazo. 

E infelizmente, a gestão financeira acaba sendo uma das áreas mais negligenciadas, e com isso a saúde vital do negócio pode ser comprometida.

Mas, por outro lado, esse cenário abre portas para pessoas que tenham habilidades administrativas e financeiras.

Para quem deseja seguir carreira na área financeira, existem diversas oportunidades de trabalho e renda extra. Com a crescente demanda por profissionais qualificados em gestão financeira, é possível encontrar vagas em empresas de todos os portes e segmentos. 

E para que você entenda como esse profissional é crucial, veja essa história da Camile Just, com o primeiro cliente em que ela atuou como BPO financeira: o preço da empadinha mudava tudo e eles não viam!, assim como entender a gestão financeira na prática.

Fundamentos da Gestão Financeira nas Empresas

A gestão financeira é um dos pilares fundamentais para o sucesso de qualquer empresa. É por meio dela que se torna possível administrar e controlar as finanças, garantindo a saúde financeira do negócio.

O papel da gestão financeira é fornecer informações precisas e atualizadas sobre a situação financeira da empresa. Isso inclui o controle de receitas, despesas, fluxo de caixa, investimentos e empréstimos. 

A gestão financeira é responsável por definir metas e estratégias financeiras, identificar riscos e oportunidades de investimento, e garantir que a empresa esteja em conformidade com as leis e regulamentações financeiras.

Sem essa gestão, a empresa pode enfrentar diversos desafios, como a falta de recursos financeiros, a instabilidade econômica, a concorrência acirrada e a falta de planejamento estratégico. 

Para superar esses desafios, é necessário adotar soluções efetivas, como a terceirização de serviços financeiros por meio do BPO financeiro.

Serviços Financeiros e BPO Financeiro

O BPO Financeiro (Business Process Outsourcing) é um serviço de terceirização de processos financeiros que visa otimizar a gestão financeira das empresas. Esse serviço pode englobar desde a gestão de contas a pagar e a receber até a conciliação bancária e a elaboração de relatórios financeiros.

A terceirização de processos financeiros é uma estratégia cada vez mais utilizada pelas empresas, pelos seguintes motivos: 

Vantagens do BPO para Empresas

A atuação em BPO Financeiro pode ser uma opção interessante para quem busca uma carreira na área de gestão financeira. Assista a aula Gestão financeira de pequenos negócios e entenda como você pode aproveitar essa oportunidade de negócio, e oferecer serviços de gestão financeira e começar a ter renda extra, trabalhando direto da sua casa.

Identificação de Oportunidades

Os especialistas em BPO Financeiro atuam em um leque incrivelmente diversificado de áreas, oferecendo suporte essencial e estratégico a diferentes tipos de negócios. 

A flexibilidade e adaptabilidade desses profissionais permitem que eles mergulhem em vários setores, cada um com suas peculiaridades e demandas específicas. Vamos explorar algumas dessas áreas, ilustrando com exemplos práticos.

Leia também: Assistente Virtual: Conheça a Profissão que Está Mudando o Mercado de Trabalho

1. Startups e Empresas de Tecnologia:

Nas startups, especialmente aquelas focadas em tecnologia, o dinamismo é a palavra-chave. Aqui, os especialistas em BPO Financeiro desempenham um papel crucial na modelagem de estruturas financeiras que são tanto robustas quanto ágeis. 

Por exemplo, eles podem ajudar uma startup a otimizar seu fluxo de caixa durante rodadas de financiamento, garantindo que os recursos sejam alocados eficientemente para o desenvolvimento de produtos e expansão do mercado.

2. Varejo e E-commerce:

No setor de varejo e e-commerce, a gestão do fluxo de caixa e a precificação inteligente são fundamentais. Um especialista em BPO Financeiro pode ajudar uma loja de roupas online a analisar dados de vendas para otimizar preços e gerenciar o estoque, evitando excessos ou escassez que podem impactar as finanças.

3. Setor de Serviços:

Empresas de serviços, como agências de marketing ou firmas de consultoria, podem se beneficiar da expertise em BPO Financeiro na gestão de projetos e alocação de recursos. 

Por exemplo, um especialista pode implementar sistemas para monitorar as horas trabalhadas em projetos, garantindo que a faturação seja precisa e que os recursos sejam utilizados de maneira eficiente.

4. Saúde e Bem-Estar:

No setor de saúde, os BPOs financeiros podem ajudar clínicas e consultórios a gerir suas operações financeiras. 

Por exemplo, podem otimizar o processo de faturamento de seguros, assegurando que os pagamentos sejam recebidos a tempo e que as despesas operacionais sejam controladas.

5. Indústria e Manufatura:

Em indústrias, o controle de custos e a análise de investimentos são vitais. Um especialista em BPO Financeiro pode auxiliar uma fábrica de componentes eletrônicos a analisar os custos de produção, identificando áreas onde a eficiência pode ser aumentada, resultando em economia de custos e aumento da margem de lucro.

6. Setor Educacional:

Instituições de ensino também se beneficiam desses profissionais. 

Eles podem, por exemplo, ajudar uma escola privada a gerir seu orçamento, assegurando que os recursos sejam alocados de forma a maximizar a qualidade do ensino e as instalações.

Em cada um desses cenários, o papel do especialista em BPO Financeiro vai além do simples gerenciamento de números. Eles atuam como consultores estratégicos, trazendo insights valiosos que podem transformar a maneira como uma empresa opera e cresce. 

A flexibilidade para se adaptar a diferentes indústrias e a capacidade de oferecer soluções personalizadas são o que torna esses profissionais indispensáveis no mundo dos negócios contemporâneo, ou seja, a área financeira oferece diversas oportunidades para profissionais que desejam ter uma carreira de sucesso. 

Construindo uma Carreira de Sucesso em Finanças

Para construir uma carreira de sucesso em finanças, é preciso ter habilidades técnicas e comportamentais. Entre as habilidades técnicas, destacam-se o conhecimento em contabilidade, gestão financeira, análise de investimentos, entre outras áreas. Também é importante dominar ferramentas como Excel, softwares de gestão financeira e sistemas integrados.

Esse é o profissional que vai supervisionar as atividades de controladoria, gestão de custos, planejamento tributário, entre outras. 

Todas elas são fundamentais para garantir a rentabilidade e a idoneidade da empresa, e com isso, as exigências para a prestação de serviço não costumam ser baixas. E por esse motivo é preciso ser capaz de lidar com pressão e tomar decisões rápidas e assertivas. 

Cuidar das habilidades comportamentais inclui a capacidade de trabalhar em equipe, liderança, comunicação efetiva, resiliência e flexibilidade. Porém, de forma mais intensa, é preciso cuidar da performance emocional, que é quem comanda as habilidades comportamentais e determina parte do sucesso dessa, e de qualquer profissão.

Você deve ler também, Equilíbrio e Sucesso: Como a Saúde Mental Revoluciona a Carreira de uma Assistente Virtual

Carreira de BPO Financeiro

A contratação de serviços de BPO Financeiro, ou terceirização de processos financeiros, é uma tendência em crescimento em diversas áreas do mercado, atraindo uma gama variada de clientes. 

Estes clientes, embora distintos em seus ramos de atuação, compartilham a necessidade comum de otimizar processos financeiros, seja por questões de eficiência, custo ou estratégia. 

Mas, quem são esses clientes e por que eles optam pelos serviços de BPO Financeiro?

1. Pequenas e Médias Empresas:

Pequenas e médias empresas frequentemente contratam serviços de BPO Financeiro. 

Muitas dessas empresas, especialmente as que estão em fase de crescimento, podem não ter recursos suficientes para manter um departamento financeiro completo. 

Ao optarem por um BPO Financeiro, elas acessam expertise de alto nível sem o custo associado à contratação de uma equipe completa. Isso permite que direcionem seus recursos para áreas cruciais do negócio, como desenvolvimento de produtos, marketing e expansão de mercado.

2. Startups:

Startups, conhecidas por seu rápido crescimento e inovação, também são grandes clientes de BPO Financeiro. 

Elas precisam de estruturas financeiras que suportem sua rápida expansão e adaptação a mercados voláteis. 

O BPO Financeiro oferece a flexibilidade e a expertise necessária para navegar em cenários financeiros complexos, especialmente em estágios iniciais onde cada decisão pode impactar significativamente o futuro da empresa.

3. Empresas Estabelecidas Buscando Eficiência:

Grandes corporações estabelecidas, em busca de eficiência e otimização de custos, também se voltam para o BPO Financeiro. 

Essas empresas procuram especialistas externos para gerenciar suas operações financeiras de forma mais eficiente, permitindo que se concentrem em suas competências principais e estratégias de negócio.

4. Setor Público e Organizações sem Fins Lucrativos:

Entidades do setor público e organizações sem fins lucrativos também contratam serviços de BPO Financeiro para melhorar a gestão de seus recursos. 

Com orçamentos muitas vezes limitados e uma necessidade de transparência e responsabilidade, essas organizações procuram especialistas em BPO para assegurar que seus fundos sejam geridos de forma eficaz e conforme as regulamentações.

5. Empreendedores Individuais e Profissionais Liberais:

Empreendedores individuais e profissionais liberais que desejam se concentrar em suas principais atividades de negócios também se beneficiam dos serviços de BPO Financeiro. 

Eles podem não ter tempo ou expertise para gerenciar complexidades financeiras, e o BPO oferece uma solução prática para manter suas finanças em ordem sem desviar o foco de suas atividades principais.

O cliente de BPO Financeiro é diversificado, variando de pequenas empresas a grandes corporações, e de setores públicos a empreendedores individuais. 

Olhando para cada um dos pontos abordados até aqui, percebe-se o quanto existem múltiplas possibilidades de serem exploradas como BPO financeiro. 

Existe uma demanda latente para as questões financeiras das empresas, e as chances de tornar isso em uma carreira que permita independência e autonomia, flexibilidade e mais, uma jornada de crescimento é extremamente alta. 

Se você possui habilidades nessa área, o seu ponto de virada profissional pode estar aqui.

Recomendo que você leia também: Como se posicionar no Mercado Digital, e aprenda as estratégias para posicionar a sua prestação de serviço no digital, atraindo os clientes certos.

Se esse conteúdo foi útil para você, e o seu desejo é saber tudo sobre o universo de uma assistente virtual em primeira mão, essa carreira que é tão flexível e cheias de oportunidades, com as notícias e dicas do que acontece nesse mercado, quero te convidar a seguir o perfil da CSAV no Instagram, lá você vai ter acesso a conteúdos valiosos e que trazem tendências de mercado em primeira mão sobre a jornada e carreira de assistente virtual.

Basta clicar nesse link: 

https://instagram.com/comoserassistentevirtual?igshid=OGQ5ZDc2ODk2ZA==

Um abraço, e até a próxima.

——————–

Você já imaginou como seria despertar cada dia com a empolgação de uma carreira que não apenas te valoriza, mas necessita de suas habilidades e paixões? 

Imagine um ambiente de trabalho onde cada projeto é uma nova aventura, cada cliente um novo desafio a ser superado, e cada dia uma oportunidade de moldar sua carreira com as cores da sua própria paleta de habilidades. 

Você sendo dona do seu tempo, da sua agenda, sua própria chefe!

Aqui, no papel de uma AV, você não é apenas uma prestadora de serviços, mas uma arquiteta do seu próprio destino profissional.

As diversas áreas de atuação para uma AV

A carreira de Assistente Virtual é notável pela sua diversidade de áreas de atuação. Aqui estão algumas das principais:

Essas áreas são campos férteis de oportunidades de trabalho, e para entender melhor o porquê dessa fertilidade, é preciso entender as características de uma AV e os motivos que as levam a optar por essa modalidade de profissional. 

Quem é e quais características de uma Assistente Virtual?

As assistentes virtuais são profissionais que realizam diversas atividades de modo remoto reduzindo custos operacionais, pois não é preciso arcar com despesas de espaço físico, equipamentos de escritório e benefícios trabalhistas. 

As atividades mais comuns executadas pelas AVs, estão ligadas às áreas administrativa, secretariado, financeira, marketing e gestão de redes sociais.

Uma assistente virtual permite que a empresa se concentre em seu core business, delegando essas tarefas administrativas, financeiras e de secretariado, o que permite o foco do tempo e conhecimento para as ações mais estratégicas, e garante vantagem competitiva no mercado de atuação. 

O grande diferencial para a carreira de AV está ligado a gestão da própria agenda, pois possuem a liberdade de escolher seus horários para realizar suas atividades.

Agora que ficou claro que uma Assistente Virtual de sucesso é muito mais do que alguém que gerencia e-mails e agendas, e que sim, ela é a personificação da eficiência, organização e proatividade, vamos entender quais são as características essenciais que definem uma AV excepcional?

Primeiramente, a comunicação eficaz é fundamental. Uma AV precisa ser capaz de entender claramente as necessidades dos clientes e comunicar soluções de forma concisa. 

E isso porque como o trabalho é realizado de forma remota, não podem haver dúvidas, ruídos ou mal entendidos entre AV e cliente. 

Quando a AV está executando determinada atividade, ela consegue enxergar pontos de melhoria, capazes de melhorar o processo de execução do cliente, da empresa, e quando isso é comunicado de forma clara e eficaz, contribui para o reconhecimento do trabalho que ela realiza.

Além disso, a organização é uma habilidade indispensável. Gerenciar múltiplas tarefas e prioridades sem perder o foco é crucial para o sucesso nesta carreira, afinal, se uma AV se perder em prazos, ou simplesmente não conseguir executar tarefas por se perder em demandas, corre o risco gravíssimo de prejudicar o cliente e a própria carreira.

Existem algumas ferramentas que podem ajudar na gestão das suas atividades, como o Trello, ou o Notion, por exemplo. Essas plataformas possibilitam que você registre suas atividades, coloque datas de entrega, etiquetas com cores para uma visão mais rápida no dia-a-dia e vá acompanhado etapa a etapa do andamento das atividades.

É quase como um sistema kanban de produção, utilizado por empresas, para registrar e acompanhar a evolução da produção de seus produtos. O Kanban é parte essencial de uma boa gestão de projetos, com uma abordagem simples, eficiente e direta para a administração de demandas. 

A capacidade de resolver problemas de forma criativa é fundamental em qualquer negócio, mas como se trata de um trabalho home office, se torna ainda mais valioso, afinal, o contato físico traz uma diferença e amplitude na comunicação em relação a um dia-a-dia remoto, e com isso uma AV enfrenta desafios variados para manter essa conexão com cliente tão forte quanto a de um espaço físico, e a habilidade de pensar fora da caixa para encontrar soluções pode ser um grande diferencial. 

Outro ponto importante para uma carreira de sucesso de uma AV é a confiança que ela cria com a empresa, ou cliente.  

A confiança é essencial e não representa só uma parte, ela é tudo dentro dessa profissão. Isso porque os clientes confiam em suas AVs para tarefas importantes, como responder e-mails com um cunho mais pessoal, ter acesso a dados mais sigilosos como acesso de perfis em redes sociais ou plataformas com a descrição da estratégia do negócio, ou ainda acesso a senhas da área administrativa que tem relação direta com o faturamento do negócio.

Quando você decide por essa carreira, precisa ter claro que proteger e assegurar as informações dos seus clientes é uma das características mais procuradas no mercado.

Os clientes necessitam de profissionais que os façam sentir essa segurança.

Versatilidade significa ter um amplo conjunto de habilidades que podem ser aplicadas em diferentes situações. Por exemplo, uma AV pode precisar gerenciar redes sociais em um dia e coordenar eventos no outro. Esta capacidade de alternar entre tarefas diversas mantém o trabalho interessante e desafiador.

Adaptabilidade vai além, se referindo à habilidade de mudar de estratégia ou abordagem quando necessário. Não somente isso, mas também torna a profissional alguém que está atenta a tudo que vai trazer agilidade e eficiência para as demandas dos clientes, economizando tempo e diminuindo situações de estresse.

Quem são potenciais clientes e por que escolhem contratar uma AV?

Os potenciais clientes de uma Assistente Virtual são variados, incluindo empreendedores, profissionais liberais e pequenas empresas. 

Eles escolhem contratar uma AV por diversos motivos:

Vantagens em se tornar uma AV?

A carreira de Assistente Virtual representa uma oportunidade única para profissionais de variados campos explorarem novos horizontes. 

Esta flexibilidade é um dos grandes atrativos da profissão, permitindo que indivíduos com diferentes experiências e habilidades encontrem seu lugar neste mercado em expansão. 

Basta ter um computador e acesso à internet para começar.

Imagine uma mulher que trabalhou por anos no setor administrativo de uma empresa, por exemplo. Acostumada com a gestão e a organização, ela pode facilmente adaptar suas habilidades para oferecer suporte administrativo como AV. 

E isso se aplica através de responsabilidades como emissão de NFs, caso o cliente não tenha um setor que cuide apenas disso em sua empresa, ou gerenciamento de e-mails, de contratos, organização de documentos, de eventos, de compromissos. 

Todas as habilidades que ela desenvolveu até então no mundo corporativo, podem ser adaptadas para a sua carreira de AV, sem precisar estar no dia-a-dia da empresa.

Por outro lado, um profissional de marketing, com sua experiência em comunicação e estratégias, encontra um campo fértil na gestão de redes sociais e marketing digital, através de atividades como criar conteúdo para mídias, edição de vídeos, design de artes, site, e-books, por exemplo. 

Outras tarefas comuns são gestão de e-mails, suporte de vendas online, gerenciamento de canais de YouTube, com aplicação de SEO, tags, descrição e tudo o que é necessário para posicionar bem um vídeo na plataforma, entre outros.

A habilidade de criar conteúdo envolvente, entender o comportamento do consumidor online e gerenciar campanhas publicitárias são habilidades cruciais para AVs especializados em marketing digital.

Além disso, profissionais de áreas como educação ou saúde podem trazer uma perspectiva única para a profissão de AV. 

Suas habilidades em organização, comunicação e empatia são extremamente requisitadas em tarefas como gerenciamento de agendas, coordenação de eventos ou até mesmo na gestão de relacionamento com clientes.

O mais interessante é que a transição para a carreira de AV não se limita a transferir habilidades existentes para um novo contexto. Ela também oferece a oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional contínuo. Isto é, trata-se de uma profissão versátil que serve para quem está começando do zero, mudando de segmento ou retomando a carreira.

A importância de estar bem preparada e profissionalizada no mercado

Para se destacar como Assistente Virtual, é essencial estar bem preparada e profissionalizada. 

Isso significa não apenas ter as habilidades técnicas necessárias, mas também entender as nuances do trabalho remoto, como a comunicação eficaz com clientes à distância e a gestão eficiente do tempo. 

Da uma olhadinha nesse vídeo que eu disponibilizei no Instagram, você vai entender o quanto precisa prestar atenção não apenas ao que você diz, mas em como você diz!

Assista aqui: https://www.instagram.com/p/CzCkIddLxIQ/ 

AVs que demonstram um alto nível de profissionalismo e confiabilidade são mais propensas a construir uma clientela sólida e duradoura.

É importante para uma AV alinhar os serviços que oferece com seus pontos fortes e habilidades pessoais. Isso não só aumenta a satisfação no trabalho, mas também garante que ela possa oferecer o melhor serviço possível aos seus clientes. 

Por exemplo, alguém com forte habilidade em escrita pode se especializar em criação de conteúdo, enquanto alguém com um background em finanças pode oferecer serviços de gestão financeira.

Recomendo que você assista também essa história de transformação clicando aqui.

É possível arriscar e dizer que a carreira de AV é o futuro para muitas formas de execução de trabalho, sem a necessidade de estar no mundo corporativo convencional, com salários pré determinados pelo contratante ou empresas, vai muito além, e traz uma possibilidade de uma carreira que cria oportunidade de independência financeira e de tempo.

É ou não é uma possibilidade de ter uma carreira promissora?

Se esse conteúdo foi útil para você, e o seu desejo é saber tudo sobre o universo de uma assistente virtual em primeira mão, com as notícias e dicas do que acontece nesse mercado, quero te convidar a seguir o perfil da CSAV no Instagram, lá você vai ter acesso a conteúdos valiosos e que trazem tendências de mercado em primeira mão sobre a jornada e carreira de assistente virtual.

Basta clicar nesse link: 

https://instagram.com/comoserassistentevirtual?igshid=OGQ5ZDc2ODk2ZA==

Um abraço, e até a próxima.

Você já se pegou pensando em como poderia conquistar uma renda extra sem precisar sair de casa, isto é, trabalhando de forma remota? 

Se a resposta for sim, você está no lugar certo. 

Neste artigo, vamos explorar como você pode aproveitar as oportunidades do trabalho remoto para alcançar seus objetivos financeiros e desfrutar da liberdade que você tanto tem buscado.

Por que escolher o trabalho remoto?

Se no fim do mês o seu salário não é o suficiente ou você simplesmente está cansada do mercado de trabalho tradicional pelas limitações, pode estar na hora de cogitar alternativas para gerar renda extra. 

O primeiro passo para fugir da inadimplência e conquistar a autonomia financeira é entender que você pode vender suas habilidades e oferecer serviços, por exemplo, como assistente virtual, confeiteira, freelancer, etc. Dessa forma, você consegue criar sua própria rotina de trabalho em casa e de forma remota.

Lembrando que a confecção de doces, serviços de corte e costura, etc também são uma opção de trabalho remoto.

A questão é que, escolher o trabalho pela internet como opção de carreira apresenta uma série de vantagens significativas quando comparado a outras formas. Uma das principais distinções reside na flexibilidade oferecida pelo ambiente online, permitindo que você molde a sua rotina de acordo com suas preferências e necessidades.

Além disso, o trabalho pela internet proporciona a liberdade de não apenas vender sua hora, mas sim vender pacotes de serviços. Em vez de se limitar a uma remuneração baseada unicamente no tempo dedicado, os profissionais podem valorizar seu conhecimento, produtividade e eficiência, o que muitas vezes resulta em uma compensação mais justa e proporcional ao valor entregue.

A internet também oferece um vasto mercado global, ampliando as oportunidades de negócios para além das fronteiras físicas. 

Isso significa que profissionais podem explorar uma variedade de nichos e encontrar demandas específicas para as suas habilidades, ampliando consideravelmente as possibilidades de sucesso e crescimento na carreira.

Diante de tantas possibilidades de trabalho remoto, como saber qual funciona para mim?

Como você pode perceber, o mundo digital é repleto de oportunidades. Diante disso, a pergunta que surge é: 

“Como descobrir o que funciona para mim?”

A resposta está em um mergulho reflexivo nas suas próprias habilidades e naquilo que você já faz naturalmente no seu dia a dia.

Trabalhar pela internet oferece uma gama impressionante de opções, desde marketing digital até programação, redação, design e muito mais. Cada uma dessas trilhas possui seus próprios encantos e desafios, e a escolha certa dependerá, em grande parte, do que faz seu coração vibrar e das suas competências individuais.

Diante dessa diversidade, é crucial identificar as habilidades que já fazem parte do seu repertório diário. Aquilo que você realiza de forma natural, seja organizando tarefas, planejando a sua agenda, respondendo e-mails com eficiência, ou gerenciando seu tempo de maneira impecável… tudo isso pode ser a chave para encontrar a oportunidade perfeita.

Ao considerar a trilha da assistência virtual, por exemplo, você se depara com a possibilidade única de usar tantas dessas habilidades que já possui. Pode ser a organização exemplar que você aplica na sua rotina, a capacidade de atender as pessoas com empatia ou até mesmo a eficiência na gestão financeira.

O diferencial da assistência virtual está na rapidez com que você pode ingressar nessa área, usando as habilidades que já são suas para criar um trabalho que seja do seu jeito, priorizando aquilo que realmente importa para você. 

Se está buscando uma transição rápida e eficaz para o mundo do trabalho online, a assistência virtual é a porta de entrada que pode transformar suas habilidades cotidianas em uma carreira lucrativa. 

Desvendando o Mundo da Assistência Virtual

Imagine ter a liberdade de moldar sua rotina de trabalho e, ao mesmo tempo, se sentir valorizada como profissional por proporcionar soluções que facilitam o dia a dia de diversos clientes? 

É isso que um assistente virtual faz. 

Esses profissionais são responsáveis por uma variedade de tarefas, desde a organização de compromissos até o gerenciamento de comunicações por e-mail.

Aqui está a verdade: o mercado de assistência virtual, embora ainda pouco explorado no Brasil, está em crescimento constante.

A verdade é uma só: todo profissional — empreendedor, empresários dono de pequena ou média empresa, profissional liberal e até pessoas físicas — precisa de uma assistente virtual. Aqueles que dizem que não precisam é porque não sabem o que uma AV faz.

Portanto, se você está em busca de uma maneira de gerar renda extra, trabalhando de forma remota, com mais liberdade e qualidade de vida, tornar-se um assistente virtual pode ser a resposta que você procura.

O Caminho para o Sucesso: Por Onde Começar

O ponto de partida crucial rumo ao sucesso como assistente virtual é uma análise aprofundada das suas próprias habilidades. Reflita sobre suas experiências profissionais anteriores, quais são as tarefas que você realiza no seu dia a dia, quais poderiam ser transformadas em serviços, considere tudo o que você sabe fazer — marcar médico, organizar uma viagem, organizar a lista de compras da semana, pagamento de contas, tudo isso é uma habilidade.

O que você faz tão bem que poderia oferecer como serviço?

Você pode iniciar oferecendo esses serviços como freelancer nos seus horários livres, e conforme desenvolve uma carteira de clientes sólida, fazer a transição para a atuação integral nesse mercado promissor.

Se a sua intenção não é trabalhar como assistente virtual em tempo integral, não se preocupe. Há espaço para todos. A flexibilidade desse trabalho permite até mesmo conciliar uma carreira como CLT enquanto você constrói sua renda extra.

A Jornada Rumo à Renda Extra: Quanto Ganha um Assistente Virtual?

A pergunta que todos fazem: quanto é possível ganhar como assistente virtual? 

Com um planejamento de carreira sólido, é realista almejar uma renda mensal entre R$ 4 mil e R$ 8 mil. Essa é apenas uma média. Mas você pode ir além, tudo depende de quantos clientes você quer e consegue atender, ou até mesmo da forma como consegue empacotar os seus serviços.

Como por exemplo, a área de serviços financeiros, que é uma área mais rentável, onde você pode ganhar R$2.500 por cada cliente!


Esperamos que tenha gostado das informações e caso tenha alguma dúvida ou sugestão, envie um e-mail para contato@comoserassistentevirtual.com.br.